conecte-se conosco


Sem categoria

Barqueiro de Barra do Garças tem infarto e morre quando transportava turistas no Rio Araguaia

Publicado

A comunidade de Barra do Garças perdeu um barqueiro muito conhecido na região após um mal súbito que ele passou na tarde de sexta-feira, dia 5/2. O barqueiro Getulino Teixeira da Silva, de 65 anos, conhecido como Jiriboca, estaca transportando um casal de turistas pelo rio Araguaia quando teve um mal súbito.

Segundo informações, ele passou mal e caiu dentro do barco que descontrolado subiu no barranco. O turista percebeu que o barqueiro tinha infartado e tentou reanima-lo com uma massagem mas infelizmente não deu certo.

Os turistas ligaram rapidamente no hotel onde estavam hospedados que acionaram uma unidade do Corpo de Bombeiros que foi até o local onde estava o barqueiro, mas infelizmente já constataram que ele estava sem vida.

Getulino viveu boa parte de sua vida as margens do rio Araguaia e também do rio Garças. No passado, foi pescador e nos últimos anos se especializou em transportar turistas na temporada de férias pelos rios da região.

FONTE: Araguaia Notícia
Comentários Facebook
Leia mais:  Vendas de veículos novos caem 26% em 2020 e setor tem pior resultado desde 2016
publicidade

Sem categoria

UTIs de MT têm ocupação de quase 97%; 37 mortes são registradas nas últimas 24h

Publicado

Nas últimas 24 horas, Mato Grosso registrou mais 37 mortes ocasionadas pelo novo coronavírus, os dados foram divulgados há pouco pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Somam-se assim 258.460 casos confirmados da Covid-19, aliados a 5.941 óbitos pela doença no Estado desde o início da pandemia. Há um outro aspecto “apavorante” divulgado no relatório desta quinta-feira (4), isso porque praticamente 97% das UTIs já estão com pacientes, o que pode provocar um caos ainda maior na saúde.

Os dados divulgados pela pasta reiteraram ainda que de ontem para hoje foram notificadas 2.748 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 258.460 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 9.883 estão em isolamento domiciliar e 241.068 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 462 internações em UTIs públicas e 387 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 96,86% para UTIs adulto e em 46% para enfermarias adulto.
Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (55.589), Rondonópolis (20.299), Várzea Grande (16.284), Sinop (13.178), Sorriso (10.492), Tangará da Serra (10.148), Lucas do Rio Verde (9.486), Primavera do Leste (7.655), Cáceres (5.702) e Nova Mutum (5.130).

Leia mais:  Previsão de volta às aulas na UFMT é para o dia 12 de maio

O documento ainda aponta que um total de 220.702 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.388 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última quarta-feira (03), o Governo Federal confirmou o total de 10.719.630 casos da Covid-19 no Brasil e 259.271 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 10.646.926 casos da Covid-19 no Brasil e 257.361 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de quinta-feira (04).

Recomendações

Já há uma vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia mais:  Comissão rejeita emenda que prevê concursos públicos para segurança pública

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana