conecte-se conosco


Esportes

Bahia elimina o São Paulo e Grêmio atropela o Juventude na Copa do Brasil

Publicado

Lance

Bahia x São Paulo


Bahia x São Paulo
Reprodução / Copa do Brasil

Bahia eliminou o São Paulo na Copa do Brasil

O São Paulo foi eliminado da Copa do Brasi l. Pelo jogo de volta das oitavas de final , na noite desta quarta-feira, em Salvador, os comandados de Cuca foram derrotados por 1 a 0 para o Bahia , repetindo a derrota do jogo de ida – o que fez o agregado ficar 2 a 0 para os baianos. O gol foi marcado por Ernando, no segundo tempo, garantindo a classificação do Bahia para a próxima fase da competição.

A fase de quartas de final da Copa do Brasil será disputada após a Copa América, com o adversário do Bahia ainda não definido. Pelo Campeonato Brasileiro, o São Paulo volta a campo no domingo, recebendo o Cruzeiro, no Pacaembu. No dia anterior, os comandados de Roger Machado recebem o Grêmio, no Pituaçu.

EM SEGUNDOS…
Mesmo com a vantagem do empate por ter vencido na casa do São Paulo o jogo de ida, o Bahia pressionou e com poucos segundos de bola rolando já chegava com perigo. Arboleda errou, Artur aproveitou e mandou cruzado, assustando o goleiro Tiago Volpi. O Bahia não diminuiu o ritmo, observando o Tricolor paulista acuado, e aos 21 Gilberto teve ótima chance, com Hernanes ajudando na defesa.

SÃO PAULO ACORDA
Depois dos sustos iniciais, e de muita bronca de Cuca na beira do gramado, o São Paulo acordou e na segunda metade do primeiro tempo passou a trabalhar mais ofensivamente, se destacando no meio de campo. Isto fez com que a melhor chance de gol até então fosse criada: aos 35, Helinho viu uma sobra na entrada da área e acertou o travessão. Nos acréscimos, Arboleda também levou perigo em cabeçada.

Leia mais:  Assim como em 2013, Real Madrid e Barcelona devem disputar contratação de Neymar

SEGUIU A BATIDA!
Na volta para o segundo tempo, o Bahia retomou o domínio e voltou a levar perigo ao São Paulo. Aos três minutos a primeira chance, com Artur recebendo de Gilberto, com Tiago Volpi defendendo. O goleiro do Tricolor paulista, entretanto, não repetiu a dose de sorte cinco minutos mais tarde: Artur saiu no contra-ataque, tocou para Ernando, que deu um toque na saída de Volpi para colocar o Bahia na frente, 1 a 0.

ÚLTIMO SUSPIRO EM VÃO
Após sofrer o gol e precisar fazer ao menos dois para tentar evitar a eliminação, o São Paulo fez de tudo. O técnico Cuca promoveu as entradas de Igor Gomes e Nenê para dar maior qualidade ofensiva ao time, mas o Bahia estava bem armado na defesa. No fim, Arboleda foi expulso corretamente – o árbitro Marcelo de Lima Henrique tinha apenas aplicado o cartão amarelo, mas voltou atrás após a consulta ao vídeo. Fim de papo, vitória merecida do Bahia por 1 a 0, festejando a classificação. Ao São Paulo, resta se reencontrar pelo Brasileirão.

Leia mais:  Arrependido de ter ido para o PSG, Neymar se oferece para voltar ao Barcelona

Grêmio x Juventude


Grêmio x Juventude
Reprodução / Copa do Brasil

Vizeu em Grêmio x Juventude

Quando parecia que a etapa final terminaria sem gols, Juninho Capixaba fez jogada individual e cruzou para o meio da área. O goleiro saiu mal e Felipe Vizeu empurrou de cabeça para o fundo da rede, 1 a 0.

No segundo tempo o Juventude voltou com a marcação adiantada e tentava envolver o Grêmio com o volume de jogo, mas que criou a melhor chance foi o Tricolor. Vizeu aproveitou o erro na marcação e tocou para Everton, que soltou o pé e parou no goleiro.

Aos 23 minutos o Tricolor sacramentou a vaga. Thaciano fez jogada pela direita, invadiu a grande área e tocou para Vizeu. Livre de marcação, o atacante apenas escorou de cabeça e saiu para comemorar o tento, 2 a 0.

Com o duelo decidido, o Juventude cedeu inúmeros espaços na defesa e o Tricolor aproveitou. Em bobeira da defesa, Everton arrancou e deixou Tardelli na cara do gol. O camisa 9 bateu torto e mandou para fora.

Pouco depois, Thaciano roubou a bola de Eltinho e cruzou na medida para Tardelli. Desta vez, o artilheiro apenas colocou a perna na bola e saiu para o abraço, 3 a 0, e tricolor classificado na Copa do Brasil .

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Goiás, com um a menos e de virada, bate o Internacional no Serra Dourada

Publicado

por

Lance

Goiás x Internacional - Campeonato Brasileiro arrow-options
reprodução / Twitter

Goiás x Internacional – Campeonato Brasileiro

Se o panorama do primeiro tempo com expulsão no time adversário e a abertura do marcador davam a entender que vinha pela frente uma tranquila vitória do Internacional sobre o Goiás no Serra Dourada, a etapa complementar transformou o panorama da partida e quem parecia condenado no jogo virou o placar para um heroico 2 a 1.

Com o resultado, o  Goiás foi para a 11ª posição com 21 pontos ganhos enquanto o Internacional segue com 24 unidades e em sétimo lugar do Campeonato Brasileiro.

GOL COLORADO E PREJUÍZO DOBRADO

Em partida que estava bastante corrida e com busca de alternativas para os dois lados, aos 11 minutos Wellington Silva achou uma bola muito bem enfiada visando a infiltração de Guilherme Parede que, de frente com Tadeu, chutou de perna esquerda no meio das pernas do arqueiro goiano. 

Depois do gol, a arbitragem analisou o lance desde sua origem com o uso do Árbitro de Vídeo e, além de confirmar o tento, ainda viu lance de falta onde Léo Sena acabou pisando com a ponta do pé na mão de Rithely e decidiu dar cartão vermelho para o atleta do Goiás.

MUDANÇAS FORÇADAS

Com o panorama modificado tanto pelo gol como pela expulsão de Léo Sena, Ney Franco decidiu fazer a transição de estilo de jogo com a saída do centroavante Rafael Moura para a entrada de Leandro Barcia, prevendo maior dificuldade em conseguir prender a bola no sistema ofensivo e apostar mais nos lances de velocidade.

Leia mais:  Assim como em 2013, Real Madrid e Barcelona devem disputar contratação de Neymar

Por sua vez, o Inter teve Natanael caindo no gramado acusando dores musculares aos 23 minutos e Odair colocou o nome que tinha à disposição para o lado esquerdo, o jovem Erik. 

LOMBA, NO REFLEXO

A vantagem no marcador e o domínio da posse de bola faziam com que o time visitante tivesse mais interesse em administrar a partida tirando a velocidade do confronto e evitando momentos de reação do Esmeraldino. 

Mesmo assim, aos 36, os anfitriões acharam espaço para Michael, na pura habilidade, driblasse três marcadores e só parasse em uma defesa precisa de Marcelo Lomba em chute rasteiro.

QUASE O SEGUNDO!

Logo aos dois minutos do tempo complementar, em grande jogada pelo lado direito de ataque do Inter, Guilherme Parede quase conseguiu retribuir a assistência de Wellington Silva e cruzou na medida para o camisa 11, mas o atacante não conseguiu concluir de maneira equilibrada e ela subiu por sobre o travessão da meta defendida por Tadeu.

MELHOROU E MERECEU

Com pouco mais de 30% de posse de bola na etapa inicial e após tomar o um susto logo na volta da partida, o time da casa começou a se soltar mais para o campo de ataque, elevando sua atuação na partida e as chances de chegar a igualdade.

O Inter até conseguiu uma oportunidade interessante nesse período em cobrança de falta que deu trabalho a Tadeu. Todavia, aos 25, a extrema habilidade de Michael, que já havia aparecido bem na etapa inicial, surgiu bem novamente com o camisa 11. Dessa vez, de maneira letal. Partindo pra cima da marcação, o atacante saiu muito bem da marcação após dois dribles desconcertantes já na grande área do Internacional e bateu no extremo canto esquerdo de Lomba para deixar tudo igual.

Leia mais:  Com Giba, Brasil inicia sua caminhada no vôlei na neve indo à repescagem

SALVA, TADEU!

Tomar o gol acabou fazendo com que o time gaúcho se sentisse praticamente na obrigação de ser mais ofensivo e passasse, nesse momento, a ser bem mais intenso do que havia conseguido em praticamente todo o confronto mesmo tendo um homem a mais em campo. Foi aí que o goleiro Tadeu apareceu com destaque fundamental para garantir o precioso ponto.

Em cruzamento rasteiro, Parede recebeu com liberdade na marca do pênalti e tocou de letra para defesa providencial de Tadeu. Dois minutos depois, Nico López fez incrível lance individual ao chapelar Yago Felipe e bater para uma intervenção magistral do arqueiro Esmeraldino.

O GOLAÇO DA VIRADA

Já no último minuto do confronto, após falta do zagueiro Klaus em Leandro Barcia, ficou sob o encargo de Rafael Vaz a responsabilidade de fazer o tento da virada. E o zagueiro bateu com uma cobrança excelente, no ângulo direito de Marcelo Lomba, e concretizou o resultado positivo do Goiás .

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana