conecte-se conosco


Polícia

Autor de roubo e homicídios tem prisão cumprida em operação da Polícia Civil na Capital

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Três ordens judiciais, entre mandados de prisão e busca e apreensão foram cumpridos, nesta terça-feira (10.09), Polícia Judiciária Civil, através da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e apoio da Delegacia de Primavera do Leste e Grupo de Operações Especiais (GOE).

A operação denominada “Cifrão Azul” tinha como alvo Wanderson Delmon Rego, 24, conhecido como “Gordinho”. O suspeito foi identificado nas investigações da DHPP como um dos autores do homicídio que vitimou, Ricardo dos Anjos Sobral, ocorrido no ano de 2018, além de ter a atuação identificada em roubos e em outros dois homicídios.

Segundo apurado, a vítima foi levada para uma boca de fumo na região do bairro Pedra 90, ocasião em que foi agredido fisicamente e posteriormente assassinado com disparos de arma de fogo.

Durante o trabalho investigativo, coordenado pela delegada Eliane Moraes, foi descoberto que o suspeito possuía um mandado de prisão em aberto pela comarca de Anchieta, Estado do Espírito Santo (ES), por roubo a uma agência dos Correios.

Leia mais:  PJC prende homem por tentativa de roubo e porte ilegal de arma de fogo em Confresa

Além da ordem de prisão, o investigado também possía dois mandados por outros dois homicídios, ocorridos no interior do Estado, nas cidades de Poxoréu e Primavera do Leste. Com base nos levantamentos, os investigadores conseguiram localizar o paradeiro do suspeito que estava residindo na região do Pedra 90, em Cuiabá.

A casa do investigado possuía muros altos e oito câmeras de segurança. No interior da residência, havia uma piscina com azulejos formando um Cifrão, demonstrando seu envolvimento com o crime, e o que também inspirou o nome da operação.

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Polícia Civil prende traficantes que utilizavam república para comércio de drogas

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Dois homens e uma mulher que utilizavam uma república para o comérdio de entorpecentes foram presos em ação da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Judiciária Civil, realizada nesta terça-feira (12.11), no bairro Sol Nascente, em Cuiabá.

Além das prisões em flagrante, o trabalho resultou na apreensão de várias porções de entorpecentes, objetos de origem ilícita e no cumprimento do mandado de prisão contra um foragido da Justiça.

Dircinei Soares de Oliveira, 36, (que estava com mandado de prisão em aberto), Cleiton Cordeiro Rodrigues, 20, e Maria Cristina Marques da Costa, 43, eram responsáveis pela venda de diferentes substâncias e foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico com aumento de pena por envolver menores de idade.

A prisão dos suspeitos ocorreu durante cumprimento de mandado de busca e apreensão expedido pela 13ª Vara Criminal de Cuiabá com base em investigações da DRE, que identificaram a república como uma conhecida boca de fumo na região.

Leia mais:  Ação conjunta prende dois envolvidos em tentativa de latrocínio em Várzea Grande

Em buscas na casa, foi encontrado no quarto da suspeita Maria Cristina cinco porções médias de maconha, um rolo de plástico filme, uma corrente com pingente de folha de maconha e R$ 26 em dinheiro. No quarto de Cleiton, foram apreendidas 02 porções médias de maconha, R$ 290 e dois aparelhos celulares possivelmente de origem ilícita.

No cômodo utilizado por Dircinei, foram encontradas 150 porções pequenas de cocaína já embaladas para venda, uma porção média da mesma substância, uma balança de precisão, além de um relógio e dois aparelhos celulares. Contra o suspeito, também foi constatado um mandado de prisão preventiva em aberto, por homicídio.

Segundo o delegado titular da DRE, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, a república funcionava próximo a Escola Estadual Doutor Hélio Palma de Arruda e os traficantes trabalhavam com uma clientela específica. “Na casa foram encontrados alguns menores de idade, e a suspeita Maria Cristina vendia os entorpecentes na presença de sua filha menor de idade”, disse o delegado.

Leia mais:  Polícia Civil prende homem por dupla tentativa de homicídio

Diante das evidências, os suspeitos foram conduzidos a DRE, onde após serem interrogados, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico com aumento de pena por envolver menor de idade.

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana