conecte-se conosco


Educação

Aulas não presenciais na rede estadual começam na segunda-feira em MT

Publicado

As aulas para os alunos da rede estadual de ensino retornam na segunda-feira (3) de forma não presencial (online e off-line). As aulas serão ofertadas de duas formas, online, por meio da plataforma digital Aprendizagem Conectada, e off-line, com apostilas para quem não tem acesso à internet.

As aulas não presenciais serão organizadas em cinco etapas: produção do material escolar, com a organização semanal de estudos e planejamento do professor; disponibilização do material escolar; atendimento ao estudante; intervenção pedagógica; e registro em tempo real no final do semestre.

Por meio de uma parceria com a Microsoft Corporations, será disponibilizado aos estudantes e professores o aplicativo Teams, uma ferramenta para auxiliar nas aulas online. O aplicativo Teams é uma multiplataforma que pode ser utilizada a partir de um desktop (computador pessoal), notebook, tablet ou dispositivo móvel (celular). Com ele, os professores poderão interagir com os estudantes, compartilhar arquivos e sites, criar blocos de anotações de classe, além de disponibilizar tarefas e questionários.

Leia mais:  Unemat oferece 2.420 vagas para candidatos que fizeram Enem 2019

A Seduc também vai continuar ofertando as videoaulas pela TV Assembleia, tanto para os alunos do ensino médio quanto para os do fundamental.

Conforme destaca a secretária de Estado de Educação, Marioneide kliemaschewsk, as aulas não presencias terão a participação e envolvimento de toda a unidade educacional, ou seja, equipe gestora, coordenador pedagógico e, principalmente, do professor.

Para os alunos sem acesso à internet, a Seduc disponibiliza apostilas impressas que podem ser solicitadas pelos pais diretamente na escola. Para arcar com as despesas com essas impressões, a Seduc repassa recurso para as escolas por meio do Programa Político Pedagógico.

A secretária ressalta ainda que a parceria entre a escola e a família será imprescindível para garantir o acesso, a permanência e o sucesso do aluno.

Para ter acesso às aulas online, o aluno deve entrar no www.aprendizagemconectada.mt.gov.br ou no site da Seduc www.seduc.mt.gov.br.

Formação
A Seduc está realizando a formação continuada com os professores (efetivos e contratados) sobre o uso de tecnologias digitais que serão usadas nas aulas não presenciais, como, por exemplo, o uso de recursos da Microsoft Teams. A capacitação será ofertada em duas etapas pelos 15 Centros de Formação e Atualização dos Profissionais da Educação Básica (Cefapros). A primeira etapa foi de 20 a 31 de julho e a segunda será de 17 de agosto a 11 de setembro, totalizando 60 horas.

Leia mais:  Seduc divulga datas das avaliações do Processo Seletivo de 15 escolas.

A metodologia adotada é a perspectiva da aula invertida. O material de apoio está disponibilizado na plataforma Aprendizagem Conectada, no ícone “Orientações”, “Orientações aos Professores”, “Formação” e “Vídeos”.

Por: G1

Comentários Facebook
publicidade

Educação

Secretaria de Educação vai nomear 342 professores em dezembro

Publicado

Após as nomeações, governo vai verificar as necessidades de cada polo do Estado para fazer novas convocações

O Governo do Estado irá realizar o chamamento de 342 professores que estão no cadastro de reserva do último concurso da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). A convocação ocorrerá em dezembro deste ano, afirmou o secretário de Estado de Educação, Alan Porto.

“Quero tranquilizar os professores de que vamos chamar os profissionais do cadastro de reserva ainda neste ano. Já conversamos com a Seplag, que garantiu a infraestrutura para a posse e em dezembro. Os docentes serão convocados por municípios, e após este período, por regiões”, explicou o gestor a respeito da convocação.

Os mais de  300 professores atenderão as necessidades de 52 municípios, para ministrar aulas em diversas disciplinas: língua portuguesa, matemática, inglês, história, educação física, entre outras habilitações.

O secretário também esclareceu que apesar da recuperação fiscal do Estado, não há a previsão de novo concurso para a Educação, já que o último processo seletivo realizado em 2017 ainda está vigente, e o Estado está num processo de enquadramento financeiro dentro da Lei de Responsabilidade Fiscal, que limita gastos com folha de pagamento.

Leia mais:  Unemat realizará seleção de analistas para atuação no Cadastro Ambiental Rural

Na ocasião, o gestor apontou ainda que as escolas serão preparadas para o retorno gradual das aulas no ano que vem, com manutenção predial, tecnologia não só para os alunos, mas para os professores, e medidas de segurança para prevenir o contágio com o coronavírus.

“O professor dentro de sala de aula é o que faz a diferença, mas a pandemia nos ensinou que é possível fazer o ensino à distância, e os professores mostraram isto”, afirma, sobre o ensino durante a pandemia.

Os professores empossados substituirão os com contratos temporários que atuam na rede estadual de ensino. No total, a Seduc possui em torno de 37 mil servidores e destina cerca de 88% do orçamento para a folha de pagamento.

Desde a homologação do certame em 2018, a Seduc convocou mais de 5 mil aprovados no concurso da Educação para os cargos de Professor da Educação Básica, para Apoio Administrativo Educacional (AAE) e para Técnico Administrativo Educacional (TAE).

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana