conecte-se conosco


Entretenimento

Ator Raymundo de Souza fala sobre a luta para não perder a perna após acidente

Publicado

O ator Raymundo de Souza
, que já atuou nas novelas da Globo
“Sinhá Moça” e “Terra Nostra” e também nas novelas bíblicas da Record
“Rei Davi”, “Milagres de Jesus”, “A Terra Prometida” e “Belaventura”, participou do programa ” A Tarde É Sua
“, apresentado por Sônia Abrão, nesta segunda-feira (29) e falou sobre o seu estado de saúde após o acidente de moto que sofreu e a luta para não perder uma perna. 

Leia também: Bon Jovi detona Kim Kardashian: “Você fez pornô e ficou famosa”


Ator Raymundo de Souza fala sobre a luta para não perder a perna após acidente de moto
Reprodução/Instagram

Ator Raymundo de Souza fala sobre a luta para não perder a perna após acidente de moto

O ator
de 66 anos começou sua entrevista dizendo que está bem e agradeceu o carinho que tem recebido também dos amigos após o acidente de moto, revelando detalhes do acontecimento. 

“Olha, foi uma fatalidade né?! A minha moto é uma moto pequena, não é aquelas motos … Eu saí do futebol, que eu adoro esportes e tal, e vindo pra casa, em uma segunda-feira, dia 16, eu to vendo na avenida um caminhão na contramão e um trator, obviamente eu sai, entrei pra faixa da esquerda e daí eu não lembro mais nada. Alguma coisa me bateu, eu bati em alguma coisa”, falou. 

Leia mais:  Patti Smith e Hot Chip são confirmados no Popload 2019

Leia também: Bruna Marquezine fala sobre Neymar e afirma que casal não vai reatar o namoro

Sobre sua questão financeira, Raymundo, que completa sete meses de internação no dia 16 de novembro, contou que está no hospital Unimed, na Barra, no Rio de Janeiro, por conta própria e que não tem ajuda fiscal. “Infelizmente, o ator brasileiro passa por esses problemas, aposentadoria, muitos colegas nosso estão passando por necessidades, por falta de trabalho mesmo né”, falou. 


Ator Raymundo de Souza fala sobre recuperação após acidente
Divulgação/Munir Chatack/Record TV

Ator Raymundo de Souza fala sobre recuperação após acidente

Atuando em diversas novelas da Record
desde 2007, Raymundo negou contrato com a emissora ou com qualquer outra. “Já terminou meu contrato, eu já fiz duas novelas lá, três novelas, por obra. A última foi “Belaventura”. A “Terra Prometida” e “Belaventura” foram duas novelas que eu fiz por obra, eu não estou contratado em lugar nenhum”.

Leia também: Irmão de Bruno Gagliasso faz brincadeira na web e divide opiniões

Revelando ter passado por mais de quarenta cirurgias, o ator
não tem previsão de alta, mas segue levando sua situação no bom-humor: “Eu sempre digo que não estou doente, eu estou apenas com a minha perna machucada em um spa passando férias”, conta aos risos.

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Filhas de Raul Seixas pedem na Justiça rompimento do contrato com gravadoras

Publicado


source
Raul Seixas
Marcelo de Assis

Raul Seixas


Foi nos anos 1970 que Raul Seixas assinou contratos de cessão de direitos com as gravadoras Universal e Warner, para que elas produzissem, distribuíssem e divulgassem seus álbuns. Agora, em 2021, 32 anos após a morte do artista e num momento em que o streaming domina o consumo de música no mundo, as filhas Simone, Scarlet (que moram nos EUA) e Vivian Seixas foram à Justiça pedir o rompimento do contrato com as duas gravadoras.

Conforme antecipou o colunista Lauro Jardim, elas acusam as multinacionais de enriquecimento ilícito, uma vez que os acordos, com o advento do consumo digital, não foi renegociado.

Leia Também

Segundo a advogada Letícia Provedel, que representa as herdeiras, a manutenção dos termos firmados há mais de 50 anos não fazem sentido num mundo em que a gravadora apenas precisa “apertar o botão de upload” e não mais se preocupar com a fabricação de discos e CDs e venda física em todo o território nacional.

Leia Também

“[Hoje]  você distribui sem custo e sem risco”, disse Letícia Provedel, da Souto Correa Advogados, frisando que já existe um entendimento do STJ sobre renegociação de contratos para streaming. “Há decisão de que o streaming é uma nova utilização, e as gravadoras se fingiram de morta”, completou.


Outra reclamação é de que as empresas ficam com um alto percentual dos royalties (entre 88% e 90%) e nem reinvestem em divulgação da obra do músico.

“Eles pegam o dinheiro do Raul Seixas e vão investir na Luiza Sonsa. Se fossem pegar os 88% e reinvestir, mas nem isso. No direito brasileiro, não admite-se obrigação perpétua. Estamos pedindo o rompimento do contrato porque ele já cumpriu a finalidade dele. Queremos reaver os direitos para depois fazer uma gestão mais adequada”, diz Letícia, que também pede indenização às autoras.

Procuradas, a Universal e a Warner ainda não se posicionaram.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana