conecte-se conosco


Cultura

Assinatura de contrato garante reabertura e manutenção de museus na capital

Publicado

Termos de colaboração foram celebrados para reabertura do Museu de Arte Sacra e manutenção do Museu Casa Dom Aquino.

Assessoria SEC/MT

A reabertura do Museu de Arte Sacra de Mato Grosso e a manutenção do Museu de História Natural Casa Dom Aquino foram formalizadas nesta quinta-feira (11.10) com a assinatura dos contratos de gestão dos respectivos museus pelo Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura.

Para o Museu de Arte Sacra, a Secretaria de Estado de Cultura firmou o termo de colaboração de vigência de cinco anos com a Organização da Sociedade Civil (OSC) Associação dos Produtores Culturais de Mato Grosso, no valor total de R$ 2.880 milhões. Com o primeiro repasse de R$144 mil a ser realizado em até 10 dias após a assinatura, a OSC iniciará as ações imediatas para a reabertura do museu.

Segundo Viviene Lozi, diretora e presidente da OSC responsável pelo Museu de Arte Sacra, com esse primeiro repasse serão realizadas as reformas iniciais e adequações de acessibilidade para que o prédio tenha condições de receber a população.  Ao mesmo tempo será feito também o inventário do acervo, catalogando todas as peças disponíveis no espaço.

Leia mais:  Após 121 dias de estiagem, Cuiabá amanhece com chuva

A assinatura do termo de colaboração possibilitou que a OSC  participe de alguns editais que irão complementar o recurso a ser disponibilizado pelo Governo do Estado. “Já tomamos conhecimento de editais como o Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD) e do BNDES. Vamos tentar outras formas para ajudar no processo da gestão do espaço”, ressaltou Viviene Lozi.

O termo de colaboração para gestão e preservação do Museu de História Natural Casa Dom Aquino foi celebrado com o Instituto ECCOS, no valor total de R$ 4.560 milhões, também pelo prazo de cinco anos.  Como o museu já está aberto, a primeira parcela do recurso, no valor de R$ 192 mil, vai assegurar a solução de problemas estruturais no espaço e a plena execução das atividades.

“O aporte inicial vai possibilitar um leque de programação no espaço, tanto enquanto museu como enquanto ponto de cultura. Agradecemos a oportunidade de continuarmos a trabalhar e reconhecemos o esforço do Governo do Estado e da Secretaria de Estado de Cultura para que o museu continue de portas abertas ao público”, expressou Cleide Arruda, presidente do Instituto ECCOS, no ato de assinatura.

Leia mais:  70 anos da TV no Brasil: 1ª década foi de aventura, improviso e paixão

Para o Secretário de Estado de Cultura, Gilberto Nasser, a assinatura dos termos de colaboração com as duas OSCs são consideradas uma meta de sua gestão. Há pouco mais de seis meses à frente da pasta de cultura, o secretário agradeceu a paciência dos envolvidos e comparou o acontecimento à realização de um sonho dele e de toda a sociedade.

“Reiteramos a alegria imensa que sentimos em poder realizar isso pra comunidade. Tenho certeza que essas OSCs  vão oferecer um excelente trabalho de gestão nesses dois espaços de museu para que a comunidade possa vivenciar a cultura em nossa capital”, finalizou Nasser.

Comentários Facebook
publicidade

Cultura

Após 121 dias de estiagem, Cuiabá amanhece com chuva

Publicado

Após quatro meses de estiagem, Cuiabá amanheceu neste domingo (20) com chuva. A última chuva registrada na região foi no dia 22 de maio.

Mato Grosso enfrenta um dos maiores períodos de estiagem. Os focos de calor no estado aumentaram 9% em relação ao ano passado. É o primeiro lugar entre os estados do Brasil no ranking de focos de calor.

O aumento das queimadas ocasiona a diminuição da qualidade do ar. Além da fumaça, o tempo quente característico dos meses de julho, agosto e setembro, e a baixa umidade do ar aumentam os riscos de doenças respiratórias.

 

Comentários Facebook
Leia mais:  Três dias de concerto no Teatro Zulmira, com entrada a 1 kg de alimento
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana