conecte-se conosco


Política

Assembleia Legislativa e Câmara Federal terão renovação ampla

Publicado

Foto: Fablício Rodrigues

/

Secretaria de Comunicação Social

HAROLDO ASSUNÇÃO / Secretaria de Comunicação

Mais votada entre os postulantes à Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), a deputada Janaina Riva (MDB) – que marcou seu primeiro mandato na condição de opositora ao Poder Executivo – teve mais de 50 mil votos e lidera a lista dos deputados reeleito. Ondanir Bortolini, o “Nininho” (PSD), Max Russi (PSB), Eduardo Botelho (DEM), Guilherme Maluf (PSDB), Dilmar Dal Bosco (DEM), Sebastião Rezende (PSC), Valdir Barranco (PT), Alan Kardec (PDT) e Wilson Santos (PSDB).

Porém, pode haver mudanças – o deputado Gilmar Fabris (PSD) concorreu ao pleito na condição denominada “sub-judice” e pode reassumir a cadeira caso o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) julgue procedentes seus recursos e declare a elegibilidade do parlamentar – nesse caso, Kardec perderia a vaga.

Na cota da renovação, 14 foram eleitos: Delegado Claudinei (PSL), Xuxu Dal Molin (PSC), Lúdio Cabral (PT), Elizeu Nascimento (DC), Valmir Moretto (PRB), Faissal (PV), Thiago Silva (MDB), Ulysses Moraes (DC), Dr João (MDB), Dr Eugênio (PSB), Dr Gimenez (PV), Silvio Favero (PSL), Paulo Araújo (PP) e João Batista do Sispen (PROS).

Leia mais:  Bolsonaro: inclusão de estados na reforma depende de apoio do Nordeste

CÂMARA DOS DEPUTADOS

Já a bancada federal mato-grossense está quase totalmente de cara nova – apenas o deputado federal Carlos Bezerra (MDB) foi reeleito. O produtor rural Neri Geller (PP), que já fora parlamentar federal, retorna à Câmara Federal Também foram eleitos o ex-senador José Medeiros (PSD), a ex-secretária  de estado de Educação, Rosa Neide (PT), o ex-prefeito de Sinop, Juarez Costa (MDB), o filho do prefeito da capital Emanuelzinho (PTB), além de Nelson Barbudo e o deputado estadual Dr Leonardo, que deixará o legislativo de Mato Grosso para representar o estado na capital federal.

Comentários Facebook
publicidade

Política

Deputado assina TAC e promete não realizar mais festas

Publicado

O deputado estadual Faissal Calil (PV) assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Estadual (MPE) no qual se compromete a não realizar festas em sua residência, localizada no bairro Shangri-lá em Cuiabá, que excedam o volume de som permitido na “Lei do Silêncio”. O desrespeito à norma renderá multa no valor de R$ 3 mil.

“Se abster, a partir desta data, de produzir nos eventos realizados em sua residência ou sob sua responsabilidade, ruídos em níveis tais que possam resultar em danos à saúde humana”, diz o promotor 17ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Urbanística e do Patrimônio Cultural de Cuiabá, Gerson Natalício Barbosa.

 

De acordo com o TAC, chegou ao conhecimento da promotoria de Justiça que o deputado realizou uma festa para comemorar a vitória do vereador Marcus Brito Jr. (PV), que é seu aliado político. O termo de compromisso foi assinado no dia 15 de dezembro.

Ainda consta no documento que as celebrações são realizadas com frequência no local. “De acordo com a notícia, as festas organizadas pelo senhor Faissal Jorge Calil Filho são recorrentes e causam grande perturbação à vizinhança”.

Leia mais:  Assessora da deputada Janaína Riva é a 14ª infectada pelo coronavírus na ALMT

 

Veja vídeo da festa 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana