conecte-se conosco


Mato Grosso

Assembleia aprova PEC que garante reeleição no Tribunal de Contas

Publicado

Com 21 votos, a Assembleia Legislativa aprovou em segunda votação a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que garante a reeleição para a presidência do Tribunal de Contas do Estado (TCE), para mais dois anos de mandato. O projeto polêmico foi votado nesta terça-feira (27).

 

A proposta partiu das lideranças partidárias sob a justificativa de que a reeleição já é permitida no Brasil em vários órgãos e entidades.  A emenda surgiu após a PEC ser apresentada para que se permitisse a reeleição para o cargo de procurador-geral de Contas, do Ministério Público de Contas (MPC).

 

No entanto, uma emenda foi acrescentada para liberar a reeleição também para o TCE. Atualmente a presidência da Corte de Contas é escolhida,  por um acordo de cavalheiro – sempre observando indicação do conselheiro mais antigo -. Agora o TCE deverá modificar o seu regimento interno para incluir a reeleição. Com isso, o atual presidente, Guilherme Maluf, poderá ser reconduzido para mais dois anos.

 

Os deputados Wilson Santos (PSDB), Allan Kardec (PDT) e professor Henrique Lopes (PT) realizaram a defesa da PEC para que fosse aprovada.

Leia mais:  Profissionais da saúde participam de seminário sobre acidentes de trabalho com material biológico

 

O pedido de reeleição no TCE ocorreu no mesmo mês em que o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ) aprovou a sua reeleição internamente. Porém, a possibilidade está sendo contestada no Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

 

Diferente do TCE, o TJ é regimentado pela Lei Orgânica da Magistratura (Loman), que só pode ser alterada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Fernando Cadore é eleito presidente da Aprosoja Mato Grosso

Publicado

Por G1 MT

A chapa ‘Aprosoja Decidida, Produtor mais Forte’ foi a vencedora do pleito eleitoral de 2020 da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja). O presidente, Fernando Cadore, de Primavera do Leste, e vice-presidente, Lucas Costa Beber, de Nova Mutum, juntamente com a diretoria eleita, vão administrar a entidade pelos próximos três anos (2021-2023).

Foram 1.900 votos (65%), contra 1.023 (35%) da chapa adversária, encabeçada por Marcos da Rosa (Canarana) e Ricardo Arioli (Tangará da Serra). Este é o resultado parcial das eleições.

Presidente eleito, Fernando Cadore, solicitou aos associados que continuem participantes ativos da entidade, para que a associação continue sendo dirigida conforme os anseios do produtor de soja e milho de Mato Grosso.

Apesar da baixa mobilização por parte dos produtores associados, o candidato a presidente da chapa 2, Marcos da Rosa, avalia positivamente o pleito.

Leia mais:  Sema realiza workshop Licenciamento Ambiental de Empreendimentos na sexta-feira (03)

Este ano 3.005 produtores rurais votaram contra 2.593 na eleição anterior (2017), representando um aumento de cerca de 14% neste pleito.­ Resultado oficial das eleições, inclusive com os nomes dos delegados eleitos de cada núcleo, saem em até sete dias úteis, conforme o regimento interno da entidade.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana