conecte-se conosco


Entretenimento

As maiores polêmicas da passagem de Roger Waters pelo Brasil

Publicado

A passagem de Roger Waters no Brasil foi recheada de polêmicas desde seu primeiro show, dia 9 de outubro, no Allianz Parque, em São Paulo, quando ele fez inúmeros protestos políticos. Em seu último show, na noite da última terça-feira (30), no Beira-Rio, Porto Alegre, o cantor repetiu a dose e protestou contra Jair Bolsonaro
, o que causou muita polêmica (mais uma vez).

Leia também: Roger Waters chama Bolsonaro de fascista e é vaiado durante show em São Paulo


Passagem de Roger Waters no Brasil é marcada por polêmicas
Reprodução/Instagram

Passagem de Roger Waters no Brasil é marcada por polêmicas

Pensando nisso, listamos abaixo alguns dos momentos mais polêmicos da passagem de Roger Waters no Brasil
durante seus shows em São Paulo, no Rio, Curitiba e Porto Alegre.

Roger Waters no Brasil protesta contra Bolsonaro


Shows de Roger Waters no  Brasil são marcados por protestos políticos
Reprodução/Twitter

Shows de Roger Waters no Brasil são marcados por protestos políticos

Em seus shows, Roger Waters atacou Bolsonaro de todas as formas. Além de exibir a frase “Ele não”, adotada por eleitores contrários ao político, o cantor colocou o nome do Presidente eleito em uma lista de nomes “fascistas”, sendo vaiado e aplaudido. Nos shows seguintes, ele censurou o nome de Jair Bolsonado com um tarja. 

Leia mais:  Paloma Duarte conta que perdeu oito quilos para viver personagem em “Malhação”

Show investigado


Show de Roger Waters no Brasil é investigado
Reprodução/Instagram

Show de Roger Waters no Brasil é investigado

Por conta disso dessa onda de protestos, o TSE, Tribunal Superior Eleitoral, aceitou uma ação apresentada pela campanha de Jair Bolsonaro contra Fernando Haddad, a respeito dos shows. A produtora T4F Entretenimento e o ex-candidato petista foram acusados de realizarem propaganda eleitoral irregular.

Pouco tempo depois, Jorge Mussi, do TSE, descartou a ação movida pela campanha do Presidente eleito em que ele pedia acassação dos direitos políticos do candidato derrotado Fernando Haddad e sua vice, Manuela D’Ávila (PCdoB).

Leia também: Ministro da Cultura diz que Roger Waters fez campanha contra Bolsonaro em shows

Campanha ilegal e Caixa 2


Roger Waters no Brasil fez diversos protestos contra Bolsonaro
Reprodução/Twitter

Roger Waters no Brasil fez diversos protestos contra Bolsonaro

Em sua conta no Twitter, o Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, disse que o ex-Pink Floyd
recebeu R$ 90 milhões para “fazer campanha eleitoral” contra o candidato à Presidência pelo (PSL).

Segundo o Ministro da Cultura, o músico fez “campanha ilegal e caixa 2” pela sequência de manifestações contra Bolsonaro no segundo turno das Eleições 2018. 

Leia mais:  Marina Ruy Barbosa esbanja ternura ao posar com o gato de “O Sétimo Guardião”

Protesto antes da proibição legal


Roger Waters no Brasil fez protesto antes de proibição legal
Reprodução/Twitter

Roger Waters no Brasil fez protesto antes de proibição legal

Durante show realizado em Curitiba um dia antes das eleições, Roger Waters também protestou e exibiu o “Ele Não” mais uma vez. Para cumprir a legislação eleitoral brasileira, pouco antes das 22h, as luzes do Estádio Major Antônio Couto Pereira se apagaram e, apareceu no telão atrás de Roger Waters: “Essa é a nossa última chance de resistir ao fascismo antes de domingo. Ele Não”. Depois disso, a mensagem no telão dizia: “São 10h. Obedeçam a Lei”. 

Leia também: Roger Waters volta a protestar contra Bolsonaro pouco antes de proibição legal

Roger Waters e Lula


Durante passagem de Roger Waters no Brasil, músico pede para visitar Lula na cadeia
Reprodução/Instagram/ Fernando Frazão/Agência Brasil – 6.6.16

Durante passagem de Roger Waters no Brasil, músico pede para visitar Lula na cadeia

A passagem de Roger Waters no Brasil
também ficou marcada pelo fato do ex-Pink Floyd pedir pra visitar o ex-Presidente Lula na prisão. De acordo com informações, os advogados do músico entraram com um pedido na Justiça para que o músico conseguisse  conhecer o ex-político na superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde Lula está preso desde abril.

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

“Foram noites sem dormir”, diz Chay Suede sobre cena de Amor de Mãe

Publicado

 

 

Chay Suede foi o nome do capítulo de Amor de Mãe dessa terça (6/4). Desde o início da noite, o ator brilhou nas cenas em que Danilo descobre as mentiras de Thelma (Adriana Esteves) e terminou deixando o telespectador arrepiado com o encontro entre ele e Lurdes (Regina Casé). Não à toa, Chay foi elogiadíssimo nas redes sociais. A emoção, aliás, continua no capítulo desta quarta (7/4). “Podem preparar o lencinho porque ainda tem muita cena emocionante até o final”, avisa o ator, que considera a cena de ontem uma das mais difíceis de fazer. “Essa novela foi marcante para mim do início ao fim, mas o encontro deles tem um lugar especial na minha vida. Foram noites sem dormir para gravar”.

Chay também não tem dúvida sobre a sua personagem preferida em Amor de Mãe: “Dona Lurdes, claro. Não só em Amor de Mãe, mas de todas as novelas que eu já vi na vida”. Sem contar como vai ficar a relação entre Danilo e Thelma, o ator afirma que é impossível entender e perdoar tudo que ela fez. “Ela deu ré e matou a mãe biológica da esposa do filho. Depois, mandou matar a esposa do filho atropelada. Matou a melhor amiga asfixiada numa garagem e atirou e manteve em cárcere privado a outra melhor amiga. Acho que não dá, né”.

Comentários Facebook
Leia mais:  Paloma Duarte conta que perdeu oito quilos para viver personagem em “Malhação”
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana