conecte-se conosco


Política

Artesãos do “Beco da Matriz” têm apoio de Toninho de Souza em reunião com Secretário

Publicado

p style”margin: 0cm 10pt line-height: 16.8667px font-size: 11pt font-family: calibri, sans-serif text-align: justify”>O vereador Toninho de Souza (PSD) esteve na tarde desta quinta-feira (25), juntamente com representantes dos Artesãos do “Beco da Matriz”, reunidos com o secretário Municipal de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Gilberto Gonçalves Gomes. O objetivo do encontro foi à busca legal da permanência dos artesãos no local.

O parlamentar explicou ao secretário que há anos é feita a tentativa de conseguir esta legalização. “Mais uma vez estamos buscando a legalização dos artesãos do “Beco da Matriz”, são comerciantes tradicionais, estão ali há muitos anos e precisam de uma permissão legal para que possam trabalhar despreocupados sem que sejam retirados do local a qualquer momento”, explicou.

A presidente da Associação Mato-grossense dos Artesãos (AMA), Devanir Dantas ‘Tuti’, disse que é preciso atualizar o dossiê onde constavam irregularidades atribuídas aos artesãos. “As irregularidades que foram colocadas no dossiê, que eram verdadeiramente da nossa responsabilidade, foram feitas, cumprimos com todas as exigências, agora precisamos saber se podemos ficar tranqüilos quanto a nossa permanência e se poderemos investir em nossas barracas”, pontuou.

Leia mais:  Aprovada proposta que destina 50% da arrecadação de multas pagas por gestores municipais à saúde

O secretário Gilberto Gonçalves disse que está aguardando a sugestão de um Projeto de adequação do local que está sendo feito pelo Instituto de Planejamento e Desenvolvimento Urbano – IPDU. “Esta sugestão de Projeto já está encaminhada, mas temos uma Comitê com integrantes dos setores envolvidos para que possamos resolver este impasse, a secretaria tem trabalhado para isso. Vamos aguardar o dossiê atualizado da Associação dos Artesãos, vamos analisar as melhorias e solicitar uma fiscalização no local,”, explicou.

Toninho de Souza lembrou o secretário da necessidade e urgência para que esse impasse que já dura anos seja resolvido. “Vamos fazer as coisas conforme alinhado, a Associação vai providenciar o dossiê atualizado das melhorias, a fiscalização poderá confirmar que os pontos que foram colocados como irregulares, já foram logo resolvidos. O local é tradicional, muitos turistas passam por ali, e mais, os artesãos querem garantias de que poderão ficar no local, tirar o seu sustento, pois todos sobrevivem daquele comércio, é importante que o quanto possamos resolver esse impasse com o Município da melhor forma possível”, finalizou o parlamentar.

Leia mais:  Deputados têm 27 proposições na pauta da CCJR de hoje

Na próxima semana a presidente Associação Mato-grossense dos Artesãos, Devanir Dantas ‘Tuti’ vai entregar ao secretário Gilberto Gonçalves, um dossiê contendo todas as adequações realizadas, conforme solicitado aos artesãos do “Beco da Matriz”.

Verônica Rakel

Assessoria de Imprensa

Secom Cuiabá

Imprimir Voltar Compartilhar:  

http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-268405.jpg
Comentários Facebook
publicidade

Política

Secretário vê risco em reabrir escolas e afirma que neta estudante foi infectada

Publicado

Andhressa Barboza/ rdnews

O retorno das aulas presenciais em Mato Grosso não deve ocorrer em breve. Com risco alto de contaminação pela Covid-19, as escolas são locais críticos para espalhar o vírus e preocupa autoridades como o secretário chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. Ele relata ter visto toda sua família ser infectada após sua neta de apenas 4 anos, que estava frequentando a escola, ficar doente e acabar contaminado parentes próximos.

Na minha família, até dias atrás, estavam todos contaminados e quem trouxe o vírus para casa foi minha neta de 4 anos que estuda em uma escola privada

Chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho

Ele contou o caso, que é recente, após ser questionado sobre um Projeto de Lei que tramita na Assembleia que prevê a inclusão das instituições de ensino públicas e privadas na lista de serviços essenciais.

“Eu tenho muita dúvida com relação a isso. Na minha família, até dias atrás, estavam todos contaminados e quem trouxe o vírus para casa foi minha neta de 4 anos que estuda em uma escola privada. Então, tenho muita dúvida com relação ao retorno das aulas”, alertou.

Leia mais:  Senado aprova PL que regulamenta o fundo eleitoral com alterações

Na última semana, o governador Mauro Mendes (DEM) sinalizou que não deve sancionar o projeto que já passou em primeira votação pela AL. Ele também alertou, sem citar o caso de Carvalho, que crianças podem ser infectadas e contaminar parentes.

“Você pega uma escola estadual como a presidente Médici, tem 2 ou 3 mil alunos uma escola dessa. Como vamos fazer? Temos que avaliar cientificamente e eu não gostaria de dar a minha opinião, até pelo que aconteceu com a minha família, mas é uma situação que vamos avaliar com muito carinho”, ponderou Mauro Carvalho.

Em relação ao PL, o secretário preferiu não ser direto em defender uma postura contrária. Mas quis deixar evidente o risco de abrir escolas em um momento crítico para a saúde pública que está em colapso há mais de um mês. Já são mais de 8,4 mil mortos pela doença no Estado e, diariamente, a fila de espera de pessoas graves que aguardam vaga em UTI passa de 100 pessoas.

Leia mais:  Lei de Bussiki que permite que crianças em adoção usem nome afetivo é sancionada

“Eu não conversei com o governador sobre essa situação (do PL), mas isso merece um estudo bem aprofundado para que a gente não cometa nenhum ato que vá prejudicar as pessoas. Os critérios precisam ser pensados com muito equilíbrio”, concluiu.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana