conecte-se conosco


Mato Grosso

Armas são retiradas de circulação e seis pessoas são detidas

Publicado

Policiais militares retiraram de circulação, nesta terça-feira (26), seis armas, entre elas, revólver, pistolas, espingardas e até uma réplica, em Juína, Pontes e Lacerda, São Pedro da Cipa, Cáceres e Rondonópolis. Em duas ocorrências, as prisões e apreensões foram durante tentativa de roubo. Todos foram encaminhados às respectivas delegacias.  

Em Juína, o revólver calibre 38, com seis munições intactas e duas deflagradas, foi encontrado durante bloqueio policial na BR 174, dentro de uma camionete Ford Ranger. O proprietário C.S. disse que a arma era sua e não possuía porte, apenas o registro.

Em Pontes e Lacerda, policiais militares e civis detiveram E.M.C., (33), e apreenderam um revólver calibre 38. Os policiais atendiam uma ocorrência de ameaça, onde a vítima relatou que o suspeito por diversas vezes fez ameaçava a ela e sua filha de sete anos. A arma foi encontrada na residência e o suspeito, logo em seguida, nas proximidades. Ele e a armar foram encaminhados à Central de Flagrante.

Ação envolveu militares e civis com a prisão do suspeito Foto: PMMT

Ainda em Pontes e Lacerda, policiais do 18º BPM, prenderam M. W.R.M., (22), com uma pistola, durante uma tentativa de roubo em uma residência. O suspeito agiu na companhia de mais três homens que conseguiram fugir. Policiais continuam em busca dos outros envolvidos.

Leia mais:  PM prende seis e armas são retiradas de circulação

Em São Pedro da Cipa, policiais prenderam o casal W.A.S., (21) e R.S.S., (19), com duas espingardas. As armas estavam dentro de uma sacola com cereais. O casal disse que as armas estavam jogadas no lixão, próximo de onde foram abordados.

No bairro Residencial Universitário, em Cáceres, policiais da Força Tática prenderam D.A.P.T., (22), com um simulacro de pistola durante uma abordagem. Na ocorrência foram entregues na delegacia um veículo Gol, celulares e um molho de chave.

Em Rondonópolis, a prisão e apreensão de um revólver também aconteceu durante uma tentativa de roubo em uma empresa localizada na área central. O suspeito I. A. S., (23), foi rendido por comerciantes e moradores até a chegada dos policiais. Na ação, a vítima disse que foi rendida pelo suspeito e que uma segunda pessoa o aguardava do lado de fora. Na fuga, o comparsa conseguiu fugiu em uma motocicleta. Buscas continuam na região.

Revólver foi encotnrado dentro de veículo durante abordagem na BR 174, em Juína  Foto: PMMT

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Escola Especial de Cuiabá confecciona materiais didáticos de baixo custo

Publicado

por

A Escola Estadual Especial Raio de Sol, localizada em Cuiabá, realiza uma oficina de criação de materiais didáticos adaptados com parâmetros da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).  O foco da oficina é criar e produzir materiais didáticos adaptados que possibilitem as práticas pedagógicas, para que todos os alunos tenham acesso ao currículo e também para que seja possível realizar intervenções adequadas às necessidades dos estudantes.  

A escola atende exclusivamente alunos com vários tipos de deficiências. O curso terá sua última etapa na terça-feira (27.08).

Segundo a diretora, Leila Bacani Barbosa, desde o início do ano letivo de 2019 os professores vêm fazendo avaliações dos seus alunos para ter clareza da necessidade de cada um. E com isso, é possível definir as estratégias de ensino, bem como os materiais didáticos necessários que facilitarão o processo de desenvolvimento global de cada um.

“A proposta é utilizar tecnologia assistiva de baixo custo, ou seja, utilizar os materiais que existem na escola, sem a necessidade de grande investimento de recurso financeiro. Estas tecnologias estão sendo confeccionadas pelos professores, atendendo as necessidades apresentadas pelos alunos”, destaca.

Leia mais:  Ciopaer e PM recuperam S-10 roubada em Várzea Grande

Os professores elogiaram o curso, pois conseguiram jogos que serão utilizados pelos alunos. Uma das mais entusiasmada é a professora Andréia Maria, do Projeto Práticas Desportivas.

“Construí o jogo de vai e vem com garrafa pet e fio de nylon. A ideia é fazer um jogo que todos participem e que seja prazeroso. Ele foi concluído com sucesso, pois todos os alunos, incluindo os cadeirantes gostaram porque é fácil de manusear”.

No entendimento da professora Iraci Torquato, a oficina está sendo fundamental para que todo o corpo docente tenha melhores condições de trabalho em sala de aula, pois uma vez que o professor conhece a deficiência de cada estudante e nem sempre tem um material que corresponde ao que necessita para o trabalho.

“Pensamos naquilo que vem ao encontro das necessidades do aluno para que ele possa progredir. Esses materiais didáticos vão enriquecer nossas aulas”, ressalta.

A professora Célia Martins acredita que os materiais são imprescindíveis para avançar no processo do ensino-aprendizagem. “Nossos alunos gostaram, se sentem úteis e mais inclusos quando participam dessas atividades”, comemora.

Leia mais:  Setasc pede que instituições do terceiro setor atualizem cadastros

Fonte: GOV MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana