conecte-se conosco


Educação

Arduino Day Univag 2019 reúne estudantes e amantes da tecnologia de todo estado

Publicado

O Arduino é uma ferramenta para criar dispositivos eletrônicos que são controlados por um software escrito numa linguagem de programação

O Arduino Day Univag 2019 proporcionou aos amantes da tecnologia um sábado de muito aprendizado e inovação. O evento aconteceu no dia 16 de março no campus do Univag – Centro Universitário de Várzea Grande, com palestras de renomados especialistas em eletrônica, oficinas e exposição de projetos.

Este é o terceiro ano que o Arduino Day é co-organizado pelo Centro Universitário em parceria com o YouTube Arduino Brasil. Para o vice-reitor, professor Flávio Foguel, é muito gratificante poder proporcionar essa oportunidade não só aos alunos, mas também a toda comunidade interessada na plataforma Arduino.

“Enquanto instituição de ensino o evento está dentro da nossa filosofia educacional, de trabalhar inovação e estar sempre à frente e é essa filosofia que nos coloca na posição de destaque da qualidade que temos, não só no estado, mas também no país”, ressaltou.

Referência mundial na área de eletrônica, o professor Newton C. Braga abriu o evento falando da importância da plataforma Arduino. Com mais de 160 livros publicados em diversos países, Newton ressaltou que conhecimento não se guarda, conhecimento se compartilha.

Leia mais:  Seduc tem primeira reunião de alinhamento com equipe de transição.

“No Arduino Day estudantes e interessados em eletrônica agregam conhecimentos com o uso da plataforma, que pode ser usada também na aplicação profissional de outros setores. É uma honra participar desse evento no Univag”, afirmou.

Um dos palestrantes, Waldyr Reis, trouxe a discussão sobre o Arduino e as Novas Tecnologias – Até quando podemos usar a plataforma em nossos projetos. “Esse é terceiro ano que venho no Univag ministrar uma palestra sobre o Arduino. O evento tem uma grande importância para a educação, quanto mais melhor, para despertar a curiosidade eletrônica nas pessoas”, disse.

O Arduino Day ainda contou com palestras dos especialistas em tecnologia Rodolpho Chrispim, Marcelo Maximiano e Andressa Siqueira. Além de seis oficinas simultâneas, onde alunos de diversas escolas competiram com projetos feitos por eles, com ajuda de professores e dicas de grupos da internet sobre Arduino.

“É a entrada para um novo universo, as mudanças estão acontecendo muito rápido e é preciso se atualizar para acompanhar. Para nós, do canal Arduino Brasil, é uma grande satisfação essa parceria com o Univag, que está sempre de portas abertas para nós”, destaca o presidente do canal do YouTube Arduino Brasil, Nascimento Junior”.

Leia mais:  Conferência Nacional de Educação 2018 é realizada em Brasília.

O Arduino é uma ferramenta para criar dispositivos eletrônicos que são controlados por um software escrito numa linguagem de programação específica que é instalada no computador. O programa é criado no computador e transferido para o dispositivo, que utiliza a placa Arduíno.

Confira as escolas que tiveram seus projetos premiados no Arduino Day UNIVAG 2019:

Categoria: Maker

1º Lugar – Escola Chave do Saber – ECSA

2º Lugar – Colégio Notre Dame de Lourdes

3º Lugar – Escola Estadual Professor José Mesquita de Carvalho

Categoria: Youtube

1º Lugar – Colégio Notre Dame de Lourdes

2ª Lugar – Escola Chave do Saber – ECSA

3º Lugar – Escola Estadual Professor José Mesquita de Carvalho

Comentários Facebook
publicidade

Educação

Greve na Educação: Sintep/MT reafirma que cumprir Leis é obrigação não avanço

Publicado

por

Na tentativa de sensibilizar a população contra a Greve na rede estadual, o governo se esforça para manter a imagem de negociador. De maneira equivocada divulga avanços na pauta de reivindicações ao apontar como encaminhadas pautas que já fazem parte da carreira e estavam postergadas pelo estado, tais como: Licença prêmio e qualificação que são direitos assegurados em lei.

O governo tem destacado avanços quando na verdade apenas cumpre a lei. “A prática dos governos tem sido a retirada de uma vez de direitos e depois ela é dada a conta gostas para dar a sensação de que está dando alguma coisa”, relata o secretário de redes municipais do Sintep/MT, Henrique Lopes.

Concurso Público é um dos pontos mais significativos na falta de vontade política segundo avaliam os dirigentes do Sindicato. Desde 2018, quando foi realizado o concurso público, as vagas disponibilizadas já eram insuficientes para a demanda das escolas. “Mesmo chamando todos os aprovados, há necessidade avançar para os classificados e resolver a questão dos habilitados, para que se reduza os contratos temporários em vagas livres”, afirma o presidente do Sintep/MT, Valdeir Pereira.

Leia mais:  ENEM 2018 participantes do exame já podem consultar cartão de confirmação

Os contratados são pessoas que estão na escola em um ano, no próximo não sabem se terão aulas. Isso gera dificuldade para que esses profissionais articulem suas vidas e as escolas, dificuldade para articular o projeto político pedagógico. Contudo, passado um ano, o governo justifica que não sabe quais são as vagas livres ocupadas por contratados e ainda estão fazendo o levantamento.

Para as demanda emperradas, o governo apresenta alegações legislativas. “O governo lê apenas as partes das leis que são conveniente, que lhe interessa”, ressalta Valdeir Pereira. E reafirma que as medidas adotadas na gestão Mauro Mendes atendem ao modelo de desenvolvimento econômico do estado, com foco no agronegócio. “A Educação como política pública, mais uma vez é deixada para segundo plano”, conclui.

Assessoria/Sintep-MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana