conecte-se conosco


Esportes

Após recomendação, Fifa aprova VAR na Copa do Mundo de futebol feminino

Publicado


O VAR será usado na Copa do Mundo de futebol feminino que acontecerá na França entre junho e julho deste ano
Reprodução

O VAR será usado na Copa do Mundo de futebol feminino que acontecerá na França entre junho e julho deste ano

A Copa do Mundo de futebol feminino, que será disputada na França entre junho e julho deste ano, ganhou um aliado importante para a evolução da competição: o árbitro de vídeo (VAR).

Leia também: Fifa anuncia Mundial de Clubes com 24 equipes e a cada quatro anos; leia mais

Na reunião do Conselho da Fifa, realizada nesta sexta-feira (15) em Miami, nos Estados Unidos, foi acordado que o VAR estará disponível na competição feminina, porém não foi especificado se o recurso será implementado já na disputa de grupos ou apenas na fase de mata-mata.

Em vídeo publicado nas redes sociais da Fifa foi postado um vídeo com algumas personalidades do futebol feminino elogiando a decisão da entidade, entre eles o dirigente arbitral, Pierluigi Collina.

Collina comanda o Comitê de Arbitragem da Fifa e, recentemente participou do seminário da categoria em Abu Dhabi e Doha, onde o assunto do árbitro de vídeo na copa feminina tinha sido debatido e recomendado para a entidade máxima do futebol.

Leia mais:  Musa do fisiculturismo é encontrada morta dentro da banheira de sua casa

A árbitra alemã, Bibiana Steinhaus, também aparece no vídeo dizendo que tem 100% de certeza que o VAR será bem usado e que ao final do dia as melhores decisões serão tomadas.

Assista abaixo o vídeo de divulgação da novidade:

O VAR foi utilizado na Copa do Mundo de futebol masculino, no ano passado na Rússia e foi considerado um sucesso. Desde então algumas ligas nacionais aderiram ao recurso tecnológico, como o Brasil, e até a Liga dos Campeões introduziu o árbitro de vídeo em suas partidas.

A Copa do Mundo de futebol feminino na França será a 8ª edição da história. O torneio começa no dia 07 de junho e vai até o dia 07 de julho, passando por nove cidades francesas entre elas Paris, Reims, Lyon e Nice.

Leia mais:  Palmeiras usará camisa azul na Libertadores em homenagem ao título de 1999

Leia também:  Barcelona x United se enfrentam nas quartas da Champions. Veja outros duelos

Serão ao todo 24 seleções dividas em cinco grupos de quatro participantes cada. Avançam para as oitavas de final as duas melhores colocadas de cada grupo e os quatro melhores terceiros lugares.

Confira abaixo todos os grupos da Copa do Mundo Feminina de 2019:

GRUPO A

França
Coreia do Sul
Noruega
Nigéria

GRUPO B

Alemanha
China
Espanha
África do Sul

GRUPO C

Austrália
Itália
Brasil
Jamaica

GRUPO D

Inglaterra
Escócia
Argentina
Japão

GRUPO E

Canadá
Camarões
Nova Zelândia
Holanda

GRUPO F

Estados Unidos
Tailândia
Chile
Suécia

A seleção feminina dos Estados Unidos é tricampeã mundial (1991, 1999 e 2015) e a que mais vezes chegou na final, tendo ficado em segundo em 2011. A Alemanha é a segunda com mais títulos, dois no total, enquanto Noruega e Japão tem um título cada.

Leia também:  Santos volta ao cinema com história da artilharia nacional; assista ao trailer

Com a implementação do VAR na Copa do Mundo de futebol feminina, quem você acha que tem chances de vencer o torneio? Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Maxi López rescinde contrato e não é mais jogador do Vasco

Publicado

por


Maxi Lopez pelo Vasco
O Globo

Maxi Lopez rescindiu seu contrato e não jogará mais pelo Vasco.

Após ser o destaque do Vasco no ano passado, o atacante Maxi López optou por rescindir seu contrato e deixar o Cruzmaltino. Segundo informações do colunista Gilmar Ferreira, do Extra, o argentino cominicou o clube que gostaria de deixar a equipe.

Leia também: Assim como o Palmeiras, outros clubes já bateram de frente com a Globo; relembre

Atendendo o pedido de Maxi López , o Vasco e o jogador chegaram a um acordo verbal. Agora, as partes irão tratar de questões burocráticas e contratuais. A decisão aconteceu após o argentino, de 35 anos, não ter sido relacionado para o jogo entre o cruzmaltino e o Fortaleza.

Depois da chegada do técnico Vanderlei Luxemburgo, Maxi chegou a ser titular no jogo contra Avaí. Porém, após uma atuação abaixo da média, o argentino foi encostado. Desde que se reapresentou, o atacante está tentando – sem sucesso – recuperar o peso ideal. 

Contratado pelo Vasco no ano passado, Maxi López foi essencial na fuga do rebaixamento no último Brasileirão . Pelo clube carioca, o argentino marcou 11 gols em 38 partidas disputadas. Antes de vir para o Brasil, Lopez jogou por diversas equipes, incluindo River Plate, Milan e Barcelona. 

Leia mais:  Após derrota para o Flamengo, Alberto Valentim é demitido do Vasco

Fonte: IG Esportes
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana