conecte-se conosco


Mato Grosso

Antes de morrer, advogado fez alerta em vídeo sobre Covid

Publicado

Dois advogados em Mato Grosso morreram vítima da covid-19 nas últimas 24 horas. João Faustino Neto, 43 anos, e Affonso Ibaldo Kunzler, 83 anos, estavam internados em hospitais de Pedra Preta e Sinop, respectivamente.

 

Internado no hospital municipal de Pedra Preta, João Faustino chegou a gravar um vídeo e citou o medo da doença. “Realmente, estou no maior cagaço”, cita ao relatar o fato de ser uma doença nova e com muitas divergências nos estudos.

 

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Mato Grosso, Leonardo Campos, manifestou solidariedade às famílias e amigos dos dois profissionais.

 

“Um pioneiro da advocacia do Norte de Mato Grosso e cuja contribuição foi muito importante para a criação da subseção sinopense, há quase 35 anos”, destacou Leonardo Campos. Ibaldo Kunzler foi um dos 23 advogados que lutaram pela defesa das prerrogativas da advocacia a partir da representatividade que se fortaleceu com a subseção.

 

Atualmente, ele também estava vinculado à dubseção de Peixoto de Azevedo, pois residia em Guarantã do Norte.

Leia mais:  Polícia Civil e parceiros promovem ação de cidadania em Cuiabá

 

Na nota em que também lamenta a morte de João Faustino, Leonardo lembra que o profissional fez alerta sobre os cuidados necessários para não ser infectado pela doença.

 

“Declaramos pesar e manifestamos solidariedade à família e amigos do jovem advogado”, reiterou Campos.  Os dois morreram no domingo (7).

 

Veja vídeo

Fonte: GD

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Governador conduz reuniões sobre combate à Covid, mas descarta lockdown em MT

Publicado

O Governo do Estado descartou recomendar o lockdown aos municípios para conter o avanço do novo coronavírus. Neste tipo de medida, as pessoas só podem deixar suas casas para buscarem serviços essenciais, como irem ao supermercado ou a unidades médicas, por exemplo.

Nesta segunda-feira (01), o governador Mauro Mendes conduz reuniões para buscar alternativas que possam evitar o colapso na rede de saúde, que já está com mais de 80% das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) ocupadas.

O debate conta com a presença de todo secretariado e membros dos poderes constituídos. Em seguida, o chefe do Executivo comandará encontro virtual com os 141 prefeitos do Estado.

A tendência é que o governador tente entrar num consenso com os demais gestores para ampliar as medidas de fiscalização. “Não há o que se falar de lockdown ainda. Desde março do ano passado as forças de segurança têm ajudado nas ações que estão sendo feitas em todos os municípios do Estado de Mato Grosso e não vai ser diferente agora”, afirmou o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

Leia mais:  Carta de compromisso garante funcionamento da escola até construção de nova sede

O secretário de Desenvolvimento Econômico também colocou que o objetivo é conciliar o controle dos casos com as atividades econômicas. O Governo só deve anunciar as medidas após encerrar todas as reuniões previstas para hoje.

Ainda nesta segunda-feira, o juiz José Luiz Lindotte conduz uma audiência com representantes das prefeituras de Cuiabá e de Várzea Grande para despachar sobre o pedido do Ministério Público Estadual para fechar, por 14 dias, parte das atividades consideradas não essenciais. Isso porque, as duas maiores cidades do Estado estão com nível alto de contágio para o novo coronavírus.

Entre os locais que devem ser atingidos, estão os shoppings, bares e outros empreendimentos que recebem grande fluxo de pessoas.

PANDEMIA EM MT

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) notificou até a tarde deste domingo (28.), 250.889 casos e 5.806 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. Atualmente 13 cidades de Mato Grosso estão com alto risco de contaminação.

 

Por: Folha MAx

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana