conecte-se conosco


Entretenimento

Angélica aparece em foto com Eva e comemora 12 milhões de seguidores

Publicado

Sempre discreta, a apresentadora Angélica chamou atenção por postar uma foto com as mulheres da sua família. Mas o que mais chamou a atenção no clique foi a aparição pequena Eva
, de seis anos. Isso porque, são poucas as fotos que a mãe posta da filha.

Leia também: Aos 44, Angélica posa, exibe pinta na perna e lembra de momento família


Angélica com a família
Reprodução/Instagram

Angélica aparece com Eva em registro em família

Leia também: Angélica na Globo: qual deve ser o próximo programa da apresentadora?

Quem também aparece na foto é a irmã de Angélica,
Marcia Marbá, a sobrinha Nathalia e sobrinha-neta Bela. Marcia também postou a foto em família em seu Instagram e os seguidores elogiam.

“As loiras mais estilosas e lindas!!! Muita luz pra vocês e que Deus os abençoe grandemente”, comentou uma pessoa. “Meninas lindas, poderosas”, escreveu outra. “Tanta beleza juntas chega a doer meus olhos. Felicidades pra família”, acrescenta mais uma. 

Leia também: Angélica grava piloto de novo programa na Globo e promete estreia para abril

Leia mais:  Cleo surge seminua em nova foto e é elogiada: “maravilhosa”

A apresentadora também fez uma postagem
e gravou um stories com o marido Luciano Hulk comemorando seus 12 milhões de seguidores. Angélica
fez uma montagem com várias fotos dela para agradecer os fãs e escreveu: “12 milhões de beijos”.

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Instagram proíbe conteúdo que promova a terapia de conversão sexual

Publicado

por

O Instagram proibirá qualquer conteúdo que promova terapia de conversão depois que ativistas pediram que ela impedisse os provedores de anunciar seus serviços online. A plataforma de mídia social informou a decisão à CNN na sexta-feira (10).

A mídia social, de propriedade do Facebook, disse que expandiria suas políticas existentes sobre discurso de ódio em todo o mundo para incluir na política postagens que anunciam ou promovem a prática.

A terapia de conversão ou terapia de reorientação sexual, um processo pseudocientífico que professa mudar a sexualidade de uma pessoa, é amplamente desacreditada e condenada como prejudicial pelas principais associações médicas. Mesmo assim, ela é legal na maior parte do mundo, inclusive nos Estados Unidos e no Reino Unido.

A ação do Instagram segue os apelos dos usuários para remover uma conta usada pelo Core Issues Trust, um serviço de terapia de conversão com sede no Reino Unido.

“Não permitimos ataques contra pessoas com base em orientação sexual ou identidade de gênero e estamos atualizando nossas políticas para proibir a promoção de serviços de terapia de conversão”, afirmou Tara Hopkins, diretora de políticas públicas do Instagram para Europa, Oriente Médio e África, em um comunicado.

Leia mais:  “Avatar”, “Os Simpsons” e outros aniversariantes da cultura pop em 2019

“Removemos o conteúdo violador do perfil @coreissuestrusttv. Estamos sempre revisando nossas políticas e continuaremos a consultar especialistas e pessoas com experiências pessoais para informar nossa abordagem”, acrescentou.

Além disso, a plataforma deixará de recomendar conteúdo relacionado à terapia de conversão, como depoimentos sobre sua eficácia ou postagens com elogio ou apoio à prática, exceto aqueles em um contexto legislativo.

No início deste ano, o Instagram proibiu anúncios pagos desse tipo de serviço.

Terapia de conversão é qualquer tentativa de alterar a orientação sexual ou a identidade de gênero de alguém. Não funciona, e estudos mostram que aqueles que se sujeitam a ela correm um risco maior de depressão e suicídio.

Vários estados dos EUA o proibiram e, em maio, a Alemanha se tornou um dos primeiros países grandes a proibi-la para menores de idade.

No Reino Unido, uma proibição total prometida pela ex-primeira-ministra Theresa May em 2018 ainda não se concretizou e não foi incluída em nenhuma das agendas legislativas do primeiro-ministro Boris Johnson.

O Facebook e o Twitter não responderam imediatamente a perguntas sobre suas políticas.

Leia mais:  Enquete: quem ainda vai morrer em “Game of Thrones”?

(Texto traduzido, clique aqui para ler o original em inglês).

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana