conecte-se conosco


Saúde

Obras do novo Pronto Socorro entusiasma ministro Carlos Marun, que reafirma compromisso dos R$ 100 milhões

Publicado

O ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun visitou na manhã desta segunda-feira, 22, as obras do novo Pronto Socorro da Capital, para verificar in loco o andamento da construção, que recebeu do programa “Chave de Ouro”, do presidente Michel Temer, um aporte de R$ 100 milhões para a sua conclusão.

Além do prefeito, Emanuel Pinheiro, várias autoridades acompanharam a visita técnica, entre elas o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Blairo Maggi, o senador Wellington Fagundes, o governador eleito de Mato Grosso, Mauro Mendes, além de vários outros políticos e o secretário municipal de Saúde, Huark Douglas Correia.

O ministro Marun ficou bastante entusiasmado com o ritmo das obras do novo Pronto Socorro e reafirmou o compromisso de repassar os R$ 100 milhões do programa “Chave de Ouro”. “O presidente Temer determinou que fosse feito um esforço complementar no sentido de que algumas obras e ações no Brasil pudessem ser disponibilizadas à população ainda neste ano. Por meio de um esforço financeiro e de sinergia surgiu o desafio ‘Chave de Ouro’, que está contemplando 18 ações no Brasil. Aqui em Mato Grosso duas obras foram escolhidas pela sua relevância e importância para a população: este hospital e a duplicação da BR 163, no trecho entre Jaciara e Cuiabá”, revelou.

Marun falou ainda sobre a importância do novo PS para o estado. “Sem dúvida alguma a saúde em Cuiabá e em Mato Grosso vão ter dois momentos, um antes e outro depois da inauguração desse hospital. A obra está andando muito bem. Vimos de perto o dinamismo, tem muita gente trabalhando, muita coisa já concluída e outras ainda sendo finalizadas. Eu saio daqui com a expectativa de que é possível sim disponibilizarmos pelo menos parte desse Pronto Socorro ao uso da população ainda neste ano. Em cerca de 30 dias nós voltaremos aqui para outra visita como esta, com a certeza de que em dezembro possamos trazer o presidente da República para inaugurá-la, como é o seu desejo”, comentou.

Leia mais:  Escola de Cuiabá recebe projeto que auxilia na prevenção de trotes no SAMU

Emanuel Pinheiro ressaltou a dimensão da visita de um ministro do governo às obras do novo PS. “É muito importante para nós recebermos uma autoridade da República na melhor capital do país. Ele está vendo que o dinheiro que foi destinado pelo Programa ‘Chave de Ouro’ está sendo muito bem aplicado numa construção que vai entrar para a história como a maior obra em saúde pública dos 300 anos de existência de Cuiabá e uma das maiores obras de Mato Grosso”, declarou.

O prefeito revelou ainda que, em uma reunião realizada no último domingo, 21, com a diretoria do consórcio responsável pela obra, ficou determinada a contratação de mais 100 homens para dar mais celeridade ao trabalho. “Hoje a obra do PS está com 210 homens trabalhando e com estes outros 100 que estamos contratando conseguiremos entregar o Pronto Socorro em dezembro, como é o compromisso que firmamos com o presidente Michel Temer”, afirmou.

Pinheiro também agradeceu ao ministro Blairo e ao senador Wellington pelo empenho em conseguir destinar estes recursos para Cuiabá. “Foi graças a eles que conseguimos esse recurso. Eu comentei sobre a minha preocupação em relação à situação do estado em poder conseguir repassar os recursos da emenda de Bancada Federal, Blairo e Wellington saíram à frente e buscaram incluir o novo Pronto Socorro no Programa ‘Chave de Ouro’. Eles precisavam de todo o projeto técnico e nós entregamos em tempo recorde, com a coordenação direta do nosso secretário de Saúde, Huark Douglas Correia. Em uma semana conseguimos cadastrar no Ministério da Saúde todo o projeto técnico, tanto das obras físicas, como dos equipamentos, que contam com cerca de 11 mil itens. Isso foi motivo de elogios efusivos do Ministério da Saúde à Prefeitura Municipal de Cuiabá, aos nossos técnicos e a nossa Secretaria de Saúde, pois apresentamos o projeto completo, inclusive com todas as licitações concluídas até o último dia útil desse mês de outubro, para garantirmos a entrega em dezembro. Cerca de 85% desse projeto técnico já está aprovado pela equipe técnica do Ministério da Saúde sem nenhum apontamento, e agora faltam apenas 15% para ser aprovado definitivamente”, explicou.

Leia mais:  Servidores são dispensados por suspeita de coronavírus

O ministro Blairo Maggi fez um agradecimento ao presidente Michel Temer, que foi o responsável por esse recurso chegar a Cuiabá. “Esse dinheiro vem da Presidência da República sem nenhum tipo de ressarcimento aos cofres públicos federais. É um presente para Cuiabá. É um presente para toda a população de Mato Grosso, que vai ter um local adequado para ser tratada. Espero que daqui para frente a saúde pública de Cuiabá possa melhorar e que as pessoas sintam uma mudança significativa na forma de atendimento”, concluiu.

Comentários Facebook
publicidade

Saúde

Com covid-19, apresentador está na UTI com 70% do pulmão comprometido

Publicado

por

O apresentador Alexandre Mota, do programa Balanço Geral da TV Vila Real, está internado em Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) após ter sido infectado pela covid-19. Informações de familiares apontam que o profissional de comunicação está com 70% do pulmão comprometido por conta de complicações da doença.

 

Mota foi encaminhado ao Hospital São Mateus, em Cuiabá, na sexta-feira (3). Antes disso, ele havia feito uso de antibióticos em casa, mas o avanço da doença contra seu sistema imunológico forçou a internação do comunicador.

Inicialmente, Mota ficou internado em leito de enfermaria. Porém, com o agravamento da infecção, o apresentador foi encaminhado à UTI. Em postagem no Instagram, Séfora Mota, esposa do comunicador, disse que o marido estava com muita febre e fazia uso de ventilador mecânico, mas não estaria entubado.

 

Antes da internação, Mota cumpria isolamento domiciliar. O apresentador é obeso e tem problemas respiratórios agudos, características que são consideradas comorbidades para pessoas infectadas pela covid-19.

 

Leia mais:  Mato Grosso registra 14.654 casos e 556 óbitos por Covid-19 no domingo

Sem previsão de receber alta, o apresentador segue internado. Diante da situação, a família tem pedido orações aos amigos do profissional por meio das redes sociais.

 

Mota estreou no programa Balanço Geral no dia 27 de abril deste ano, apresentando conteúdo variado e reportagens com cobertura de temas a nível estadual.

Por: gazetadigital

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana