conecte-se conosco


Tecnologia

Anatel limita número de chips pré-pagos por CPF; entenda o motivo

Publicado

Olhar Digital

anatel chips arrow-options
Reprodução

Anatel vai limitar número de chips pré-pagos por CPF


As operadoras de telefonia móvel passarão a adotar medidas para limitar a quantidade de números de celular que uma única pessoa pode ter, com o objetivo de combater o registro irregular de linhas telefônicas. Isso foi uma cobrança da CPI das Fake News durante uma audiência com a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e as operadoras Oi, Vivo, Claro e TIM.

Durante a audiência, a Anatel esclareceu que trabalha junto às operadoras para combater fraudes nos cadastros. Tudo começou com o recadastramento obrigatório do pré-pago , no qual os clientes que apresentavam dados de cadastro incompletos tiveram que regularizar sua situação.

Leia também: Leilão do 5G: Anatel retoma votação de proposta de edital

Em 2020, foi disponibilizado o site Cadastro Pré, onde é possível verificar se há alguma linha móvel pré-paga associada a um CPF nas operadoras Vivo, Algar, Claro, Sercomtel, TIM e Oi. Além disso, uma etapa posterior prevê a conexão das empresas com a Receita Federal para verificar a validade e a veracidade dos CPFs. Isso dificultaria a ação de empresas de marketing digital como a Yacows, que utilizou dados obtidos sem autorização, inclusive de idosos e falecidos, para registrar linhas no WhatsApp e disparar mensagens de propaganda política durante as eleições de 2018.

Leia mais:  Clientes do Banco do Brasil podem pagar o IPVA por WhatsApp

A facilidade de adquirir linhas telefônicas pré-pagas no Brasil é um dos motivos para a quantidade de ativações indevidas. Para se adquirir uma linha, basta comprar um chip em um dos pontos de venda (farmácias, bancas de jornal, padarias) e depois fazer a ativação pelo próprio aparelho, informando o CPF e endereço, sem precisar se deslocar a uma loja física da operadora . O endereço passou a ser exigido após o processo de recadastramento do pré-pago.

Leia também: Uber permite chamar carro por ligação telefônica

Com essa facilidade, dados de terceiros foram e continuam sendo usados constantemente para ativar linhas a fim de cometer algum tipo de irregularidade, desde trotes até criação de contas no WhatsApp para o envio de spam.

Durante a audiência, o senador Angelo Coronel (PSD/BA) levantou a possibilidade de exigir que cadastros de novas linhas sejam feitos apenas presencialmente, em uma das lojas da operadora. No entanto, as empresas alegam que isso dificultaria o acesso ao serviço, principalmente para consumidores de baixa renda.

As operadoras teriam de ampliar muito o número de lojas caso o cadastro presencial fosse exigido, apenas para atender os clientes, o que geraria uma despesa alta. Em 2021, as empresas pretendem digitalizar a coleta de documentos , como é feito com contas digitais em instituições bancárias.

Leia mais:  Operação apreende mais de 30 mil produtos Xiaomi na Black Friday

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Xiaomi lança trena a laser que pode medir até 40 metros de distância

Publicado

por

Olhar Digital

A Xiaomi é uma empresa conhecida principalmente por conta dos seus smartphones que alinham desempenho com preços mais acessíveis, sobretudo no Brasil . Porém, a marca possui uma variedade gigante de produtos, muitos existentes apenas em mercados alternativos, como Índia e a própria China .

Estoque do Xiaomi Mi 10 acaba em um minuto na China

Cama, capacete, mochila, bebedouro para gatos e diversos eletrodomésticos são apenas alguns exemplos. Agora, a empresa anunciou mais uma novidade: uma trena a laser .

Reprodução

O dispositivo é mais voltado para profissionais de obras e segmentos que necessitam medir distâncias longas e precisas . O Xiaomi Duka tem a capacidade de medir até 40 metros.

Anatel limita número de chips pré-pagos por CPF; entenda o motivo

Em comunicado, a empresa afirma que “não será mais preciso pedir ajuda para medir o seu quarto, algum objeto ou até mesmo ferramentas de trabalho. O novo dispositivo oferece medição precisa usando um laser de alta potência”.

Reprodução

A bateria do equipamento é surpreendente. Com 200 mAh, é possível fazer até 3.500 medições por carga. A trena é feita inteiramente de alumínio e, além de distância, é possível calcular o volume de salas , ângulos , diagonais e muito mais. O Xiaomi Duka vai ser vendido na China e na Europa com preço de 23 euros, aproximadamente R$ 111. Não há previsão para lançamento no Brasil .

Leia mais:  Facebook cria nova logo para unificar os produtos da empresa

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana