conecte-se conosco


Política

Ambulatório Médico do Legislativo da início as atividades 2019

Publicado

p class”msonormal””””””” style”text-align:”” justify””” style”text-align: justify”>Com a reativação do atendimento fisioterápico, alguns critérios para a efetivação dos serviços foram adotados pela nova gestão do Legislativo, conforme explicam os profissionais lotados no setor


Os servidores efetivos e comissionados da Câmara Municipal agora têm mais serviços de Saúde à sua disposição: foram reativados 100% os setores de odontologia e fisioterapia, após a instalação dos equipamentos adquiridos na gestão anterior. A fisioterapeuta Nayara Carvalho e o odontólogo Ericson Janólio Camargo já estão a postos para agendar os procedimentos, informou a técnica legislativa Karina Peno, lotada no Núcleo Assistencial e Ambulatório Médico.

Atuam no ambulatório nove funcionários (médico, odontólogo, fisioterapeuta, técnicos legislativos, analista/auxiliar e enfermeira). “Alguns estão de férias. Mas, independente disso, estamos funcionando normalmente”, informou Karina. “Mas é prioritário que o agendamento das consultas seja feito de forma presencial, não por telefone”.

O atendimento fisioterápico do setor se resumia a orientações e encaminhamentos, disse. “Depois que todos os equipamentos foram instalados, hoje podemos realizar uma série de serviços de fisioterapia. As atividades foram normalizadas 100% neste mês. Acreditamos que a procura por atendimento odontológico e fisioterápico será ainda mais intensiva após o recesso parlamentar, quando todos os servidores retornam à ativa”.

Ela salientou que a odontologia sempre funcionou no ambulatório, registrando-se interrupções eventuais por causa de falta de produtos. Apenas foi desativada de vez numa antiga gestão, mas logo retomou sua normalidade de serviços. “Atualmente são completos pelo suprimento de produtos utilizados no atendimento”, disse Karina. O material adquirido pela odontologia deve durar pelo menos seis meses – calcula.

Procedimentos – Reativado os serviços odontológicos, o servidor do Legislativo passa por triagem mensal. O único diferencial desse atendimento é que ele é extensivo exclusivamente aos servidores e vereadores, não aos seus dependentes diretos (familiares). Já os demais serviços ofertados pelo ambulatório, incluindo fisioterapia e atendimento médico, beneficiam também aos parentes em 1º grau dos servidores efetivos e comissionados.

O ambulatório ainda auxilia nas campanhas de vacinação, e disponibiliza suas instalações para que os servidores sejam imunizados pelos agentes da Secretaria de Saúde do município. “Isso acontece somente após emitirmos solicitação oficial à Saúde e quando existe excedente de vacinas. É uma parceria constante. Em 2018, por exemplo, o ambulatório recebeu vacinas contra Hepatite B, Tétano, Febre Amarela e Gripe” – acentua Karina.

Outra atividade desempenhada pelos servidores do ambulatório é no tocante ao acompanhamento das licenças médicas junto ao Instituto Previdenciário do município, o Cuiabá Prev. “Realizamos, agendamos e acompanhamos o prazo de afastamento das licenças concedidas pela Junta Médica do município”.


Maiores informações: (65) 3617.1518


João Carlos de Queiroz




Leia mais:  Câmara realizou primeira edição do Sarau Cultural

Imprimir Voltar Compartilhar:  

http://www.urgentenews.com.br/wp-content/uploads/thumbnail-for-285728.jpg

Comentários Facebook
publicidade

Política

Deputados fazem reivindicações na comissão da Reforma da Previdência

Publicado

por

A sessão de hoje (19) da Comissão Especial da Reforma da Previdência da Câmara dos Deputados teve 20 deputados debatendo o tema. Faltam mais de 80 parlamentares para discutir o relatório do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP). Caso o ritmo desta quarta-feira seja mantido, a expectativa é que o parecer do relator, Samuel Moreira (PSDB-SP) seja votado ainda na próxima semana.

No primeiro dia, 63 deputados discursaram em uma sessão que durou 12 horas.

No segundo dia de debates, os deputados se concentraram em fazer reivindicações ao relator. A reunião começou pouco depois das 9h e terminou perto das 15h. Os debates transcorreram em clima de tranquilidade.

A expectativa é que o relator Samuel Moreira faça as complementações ao seu relatório e as apresente na próxima semana. A próxima reunião do colegiado está marcada para terça-feira (25). O presidente da comissão, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), disse que há a possibilidade de que a votação comece no mesmo dia em que for encerrada a discussão.

Mudanças

Moreira fez diversas mudanças em relação à proposta original enviada pela equipe econômica no fim de fevereiro. Entre as alterações, o relator manteve a idade mínima de 62 anos para mulheres e de 65 anos para homens após o período de transição, mas alterou o tempo mínimo de contribuição para 20 anos para homens e 15 para mulheres. O relator também retirou o sistema de capitalização da reforma.

Leia mais:  Congresso para vereadores e assessores antecede eleições da UCMMAT

As alterações reduziriam a economia para R$ 913,4 bilhões até 2029. No entanto, o deputado decidiu propor a transferência de 40% de recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para a Previdência Social e aumentar tributos sobre os bancos, o que reforçaria as receitas em R$ 217 bilhões, resultando na economia final de R$ 1,13 trilhão, próximo da economia inicial de R$ 1,23 trilhão estipulada pela área econômica.

De acordo com o deputado Pedro Paulo (DEM-RJ) o problema da capitalização foi ter sido encaminhada de maneira genérica. “Eu salientei que o erro principal da capitalização foi ter vindo de maneira genérica e não ter sido acompanhada de um encaminhamento de um projeto de lei complementar”, disse.

O deputado Camilo Capiberibe (PSB-AP) sugeriu a taxação de grandes fortunas e a volta da tributação sobre lucros e dividendos. “Nós temos um número muito pequeno de pessoas, 0,07% do total dos contribuintes, que têm o potencial de gerar uma arrecadação anual de R$ 72 bilhões”, disse.

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana