conecte-se conosco


Cidades

Alunos do Curso Preparatório Comunitário recebem prefeito em aula que antecede Enem

Publicado

Com aulas ministradas por professores de alto nível e possiblidade de interação com conteúdo online, alunos no Curso Preparatório Comunitário (CPC), encerram suas atividades na semana que antecede o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). No encontro de terça-feira (30), eles receberão o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, na Escola Estadual Presidente Médici, para falar sobre a preparação antes da prova, carreira e futuro.

Reestruturado pela atual administração, o projeto foi lançado em maio deste ano e atendeu mais de 1.000 alunos de baixa renda, por sete diferentes pontos da Capital. A formação é uma complementação escolar feita na modalidade de Ensino à Distância (EAD) e contou com turmas no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), hospedado no portal oficial do CPC.

“O curso já existiu em outras gestões, mas foi extinto e retomado agora com esta nova proposta. Por meio do EAD, dezenas de alunos, que por diferentes motivos não poderia se deslocar, tiveram acesso a preparação de qualidade para o Enem. Isso reforça nosso compromisso com a população cuiabana, sobretudo com aqueles que mais precisam e que, mesmo diante de todas as dificuldades, lutam por um futuro melhor”, disse o prefeito.

Leia mais:  Novos hábitos: A volta gradativa do comércio de Cuiabá e a adaptação de comerciantes e clientes as medidas de biossegurança

De acordo com o titular da pasta de Inovação e Comunicação, Júnior Leite, os participantes precisaram comprovar que estavam matriculados 3º Ano do Ensino Médio ou curso equivalente, em escolas da rede pública ou privada – desde que fossem bolsistas. Além disso, não foi permitida a inscrição de alunos com formação de nível superior ou que estivessem cursando alguma faculdade na data da inscrição do processo.

“Neste contexto é importante destacar que 10% das vagas foram garantidas para funcionários ou filhos de funcionários públicos. Além disso, 5% das oportunidades corresponderam ao interesse de pessoas com algum tipo de deficiência”, diz.

Criado por intermédio da Secretaria de Gestão e da Secretaria de Inovação e Comunicação, o CPC foi inspirado em um modelo híbrido que trouxe um sistema inovador para o estudante, aliado a um grupo de professores experientes. De olho nos parâmetros do Exame, eles utilizaram uma metodologia de ensino baseada nas quatro áreas do conhecimento: Ciências da Natureza, Ciências de Matemática, Códigos de Linguagem e Ciências Humanas e Suas Tecnologias.

Leia mais:  Inscrições para a 33 ª Corrida Bom Jesus de Cuiabá dos 300 Anos começam nesta segunda

O coordenador do CPC, professor Cláudio Taques, destaca que, embora a primeira etapa da prova seja realizada neste sábado (4), as aulas se estenderão até o dia 9 de novembro, antecedendo a segunda fase do Enem. “Nas aulas da semana que vem focaremos apenas no conteúdo específico para o segundo dia de provas, que cobra conteúdos da área das exatas”, afirma.

As aulas, ministradas majoritariamente no período noturno (de 19h às 22), aconteceram na Escola Estadual Presidente Médici, no centro; Escola Estadual André Avelino, no CPA I; Escola Professor Rafael Rueda – CAIC , no Pedra 90; no Centro Comunitário do bairro 1º de Março; no Centro Cultural Silva Freire, no Coxipó; e na Universidade de Cuiabá (Unic), no Jardim Europa.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

STF suspende lockdown na 3ª maior cidade de MT; Cuiabá em VG ainda será decidido

Publicado

por

Rondonópolis avisou que venda de bebidas segue proibida na cidade; comércio reabre na segunda

A prefeitura de Rondonópolis, através da Procuradoria Geral do Município, conseguiu nesta sexta-feira (03/07) suspender a decisão do desembargador Mário Kono de Oliveira, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) que determinava lockdown na cidade. A Prefeitura entrou com o recurso e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro José Dias Tóffoli, deferiu o pedido.

Com isso, entre as medidas vigentes estabelecidas nos decretos nº 9570/2020 e nº 9480/2020 estão a proibição de bebidas alcoólicas, bem como a circulação de pessoas a partir das 19h.

No entanto, supermercados e postos de combustíveis funcionarão nos finais de semana e o comércio retorna na segunda-feira (06).

A prefeitura de Cuiabá também ingressou com uma reclamação para anular a decisão do juiz José Luiz Lindotti, da Vara de Fazenda de Pública de Várzea Grande, que determinou o fechamento dos serviços não essenciais na Capital e na Cidade Industrial. O pedido foi distribuído ao ministro Gilmar Mendes, mas deve ser analisado por Tóffoli, já que o STF entrou em recesso.

Leia mais:  Novos hábitos: A volta gradativa do comércio de Cuiabá e a adaptação de comerciantes e clientes as medidas de biossegurança

Por: folhaMax

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana