conecte-se conosco


Política

Alunos do CPC comemoram resultados do Enem e são homenageados

Publicado

Alunos do CPC comemoram resultados do Enem e são homenageados

Mais de 150 alunos do curso comunitário ingressaram em faculdades públicas, até o momento, e sãos homenageados pela Câmara Municipal de Cuiabá
Na semana em que todo país acompanhou com muita tristeza a tragédia de Suzano, os alunos do Curso Preparatório Comunitário – Wantuil José Carvalho Silva (CPC), foram homenageados. Mais de 150 deles receberam Moção de Aplausos, estudantes estes oriundos de colégios públicos, moradores de áreas mais simples da cidade, garantiram suas vagas em várias universidades públicas.
Uma delas é Rayssa Santiago, de 20 anos,moradora do Despraiado e agora acadêmica de Direito na Unemat, em Cáceres. “Nunca estudei em uma escola particular e o único Curso Preparatório para enfrentar o Enem que participei foi o CPC, quero agradecer ao Professor Mário Nadaf, ao Professor Pardal e todos que se empenharam em nos oportunizar com este Curso”, ressaltou a caloura.
Assim como Rayssa, centenas de alunos, que se prepararam com o apoio do CPC estão com suas vagas garantidas em dezenas de faculdades.
O Curso Preparatório Comunitário foi criado por intermédio da Secretaria de Gestão e da Secretaria de Inovação e Comunicação inspirado em um modelo híbrido que trará um sistema inovador para o estudante aliado a um grupo de professores experientes, que utilizam uma metodologia de ensino baseada nas quatro áreas do conhecimento, Ciências da Natureza, Ciências de Matemática, Códigos de Linguagem e Ciências Humanas e Suas Tecnologias
O curso foi instalado em 7 polos na capital, atendendo cada região e chegou há 2 mil inscritos. O projeto foi uma ideia do professor Wantuil José Carvalho ( In memória), que ainda durante o período de campanha do Prefeito Emanuel Pinheiro externou o desejo de realiza-lo. Wantuil , acometido por um câncer , faleceu antes de ver o sonho concretizado, para colocar a ação em andamento o Prefeito contou com o apoio do coordenador do Curso Preparatório Comunitário- professor Claudio Taques (Pardal), do Professor e Vereador Mário Nadaf (PV) e de seus secretariados.
“ Chegamos há 2 mil estudantes, ultrapassamos o quantitativo programado, a cada um chegava , imaginava que poderia ser meu filho, o ensino é de qualidade , em salas climatizadas , tudo feito com muita técnica e carinho’, disse Emanuel.
O professor Pardal reforçou. “ São os mesmos professores dos melhores cursinhos que aprovam para medicina, direito, engenharia, e outros vários cursos. Todos estarão colocando em prática uma mesma metodologia ”, afirma.
Emocionado o Professor Mário Nadaf disse estar lisonjeado em mais uma vez participar de um projeto como este, ele entende que desta forma está oportunizando a população ao desenvolvimento intelectual, profissional de real mudança de vida, foi ele que apresentou na Câmara Municipal de Cuiabá o pedido de Moção de Aplausos para os alunos aprovados.
“ Já vejo aqui advogados, engenheiros ambientalistas , graças há um estudos de qualidade , jovens que não teriam a oportunidade de frequentar um curso preparatório particular , estão tendo uma chance, isso é agir com igualdade aos iguais”, pontuou o professor.
O vereador Lilo Pinheiro (PRP), também participou da cerimônia e parabenizou os alunos e a gestão municipal.
Do gabinete
Imprimir Voltar Compartilhar:

Fonte: Câmara de Cuiabá
Comentários Facebook
Leia mais:  Após intervenção de Toninho de Souza, famílias irão permanecer em área que será legalizada
publicidade

Política

Santa Casa: o único caminho é a intervenção

Publicado

por

OPINIÃO
Misael Galvão
Funcionando há 202 anos, a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá é, mais do que parte importante da história da nossa cidade, referência no atendimento aos cuiabanos e a pessoas de muitos municípios de Mato Grosso. Seu funcionamento assegura a milhares de cidadãos e cidadãs mato-grossenses, todos os meses, atendimento de qualidade o que, em muitos casos, representa uma nova chance de vida aos pacientes. Este motivo, por si só, justifica uma intervenção estatal na unidade, o que já deveria ter acontecido.
Desde quando os problemas da unidade foram descobertos pelos vereadores, a Câmara Municipal tem cumprindo seu papel constitucional, buscado conhecer a realidade da unidade e trabalhado na busca por formas de dar respostas à população e aos colaboradores, que há meses não recebem seus salários e, nem por isso, se furtaram de cumprir sua missão e dar atendimento e dignidade aos pacientes.
A Câmara levantou a bandeira e promovemos uma série de ações e reuniões. Ouvimos sindicatos, a antiga direção, a atual direção, médicos, colaboradores, o Poder Público, o Conselho de Saúde e a população – e a cada diálogo aberto temos ainda mais certeza de que a intervenção é imprescindível para que a gestão do hospital passe por ajustes que façam com que a unidade se torne sustentável e mantenha suas portas abertas e leitos disponíveis aos pacientes.
Mas esta intervenção não pode ser tocada unicamente pelo Executivo Municipal, instigado pela Câmara de Vereadores. É preciso que haja a participação das demais autoridades como o Ministério Público, Tribunal de Contas, Tribunal de Justiça, Governo do Estado, Governo Federal, Assembleia Legislativa, Bancada Federal, além de outros órgãos. A Santa Casa não é de uma pessoa só ela é do povo cuiabano, do povo mato-grossense e precisa ser reaberta sem cor partidária. Temos que pensar no povo que precisa da saúde e não pode esperar nenhum minuto.
Já está claro mesmo que a Santa Casa receba mais recursos, não seria o suficiente para que o hospital se reerguesse e voltasse a viver seus dias de glórias. É preciso mais do que isso, é preciso que haja uma mudança radical na administração do hospital, revisão de processos, gerenciamento efetivo de custos e a busca por outras fontes de financiamento. É isso que nós, os 25 vereadores da Câmara Municipal de Cuiabá defendemos.
É inegável que a crise que atingiu e atinge o Poder Público em todo o país teve impacto direto nos hospitais filantrópicos. Mas é certo também que é preciso apurar exatamente o que levou o hospital, tão tradicional, a esta situação. Tudo isso pode ser analisado e medido sem que as portas da Santa Casa estejam fechadas, sem que a população, que já sofre diversos problemas em busca de atendimento na saúde pública, seja mais uma vez penalizada. Isso seria plenamente possível com a união de gestores e órgãos de controle e a intervenção imediata na unidade. A Saúde não pode esperar, o povo não pode esperar.
Nesta quarta-feira, vamos em comitiva para Brasília (DF) atrás desses recursos, mas de nada adiantará se não houver a intervenção. Com a soma das forças dos diversos órgãos públicos, essa intervenção pode ocorrer. A Santa Casa de portas abertas, sem cor partidária. Precisamos da intervenção, já!
Misael Galvão é do PSB e presidente da Câmara Municipal de Cuiabá

Leia mais:  Vereador Orivaldo da Farmácia quer asfalto em toda a Região Sul

Imprimir Voltar Compartilhar:  

Fonte: Câmara de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana