conecte-se conosco


Política

Alunos do CPC comemoram resultados do Enem e são homenageados

Publicado

Alunos do CPC comemoram resultados do Enem e são homenageados

Mais de 150 alunos do curso comunitário ingressaram em faculdades públicas, até o momento, e sãos homenageados pela Câmara Municipal de Cuiabá
Na semana em que todo país acompanhou com muita tristeza a tragédia de Suzano, os alunos do Curso Preparatório Comunitário – Wantuil José Carvalho Silva (CPC), foram homenageados. Mais de 150 deles receberam Moção de Aplausos, estudantes estes oriundos de colégios públicos, moradores de áreas mais simples da cidade, garantiram suas vagas em várias universidades públicas.
Uma delas é Rayssa Santiago, de 20 anos,moradora do Despraiado e agora acadêmica de Direito na Unemat, em Cáceres. “Nunca estudei em uma escola particular e o único Curso Preparatório para enfrentar o Enem que participei foi o CPC, quero agradecer ao Professor Mário Nadaf, ao Professor Pardal e todos que se empenharam em nos oportunizar com este Curso”, ressaltou a caloura.
Assim como Rayssa, centenas de alunos, que se prepararam com o apoio do CPC estão com suas vagas garantidas em dezenas de faculdades.
O Curso Preparatório Comunitário foi criado por intermédio da Secretaria de Gestão e da Secretaria de Inovação e Comunicação inspirado em um modelo híbrido que trará um sistema inovador para o estudante aliado a um grupo de professores experientes, que utilizam uma metodologia de ensino baseada nas quatro áreas do conhecimento, Ciências da Natureza, Ciências de Matemática, Códigos de Linguagem e Ciências Humanas e Suas Tecnologias
O curso foi instalado em 7 polos na capital, atendendo cada região e chegou há 2 mil inscritos. O projeto foi uma ideia do professor Wantuil José Carvalho ( In memória), que ainda durante o período de campanha do Prefeito Emanuel Pinheiro externou o desejo de realiza-lo. Wantuil , acometido por um câncer , faleceu antes de ver o sonho concretizado, para colocar a ação em andamento o Prefeito contou com o apoio do coordenador do Curso Preparatório Comunitário- professor Claudio Taques (Pardal), do Professor e Vereador Mário Nadaf (PV) e de seus secretariados.
“ Chegamos há 2 mil estudantes, ultrapassamos o quantitativo programado, a cada um chegava , imaginava que poderia ser meu filho, o ensino é de qualidade , em salas climatizadas , tudo feito com muita técnica e carinho’, disse Emanuel.
O professor Pardal reforçou. “ São os mesmos professores dos melhores cursinhos que aprovam para medicina, direito, engenharia, e outros vários cursos. Todos estarão colocando em prática uma mesma metodologia ”, afirma.
Emocionado o Professor Mário Nadaf disse estar lisonjeado em mais uma vez participar de um projeto como este, ele entende que desta forma está oportunizando a população ao desenvolvimento intelectual, profissional de real mudança de vida, foi ele que apresentou na Câmara Municipal de Cuiabá o pedido de Moção de Aplausos para os alunos aprovados.
“ Já vejo aqui advogados, engenheiros ambientalistas , graças há um estudos de qualidade , jovens que não teriam a oportunidade de frequentar um curso preparatório particular , estão tendo uma chance, isso é agir com igualdade aos iguais”, pontuou o professor.
O vereador Lilo Pinheiro (PRP), também participou da cerimônia e parabenizou os alunos e a gestão municipal.
Do gabinete
Imprimir Voltar Compartilhar:

Comentários Facebook
Leia mais:  De cada 3 sem trabalho, dois são negros, revela pesquisa do IBGE
publicidade

Política

Câmara disponibiliza nova participação dos cidadãos em projetos de lei

Publicado

por

A Câmara dos Deputados disponibilizou uma nova forma de participação dos cidadãos na elaboração de projetos de lei em tramitação e de pareceres. A solução atualiza a plataforma de interação com a sociedade da Casa, o Wikilegis, agregando novos recursos e ampliando as formas de incidência da população nos processos legislativos.

A plataforma é uma iniciativa do Lab Hacker, espaço de inovação da Câmara dos Deputados e que desenvolve tecnologias para diversas finalidades, entre elas a ampliação da interação entre os processos legislativos e a sociedade civil.

A ferramenta, ainda em período de testes, cria novas formas para que as pessoas possam opinar sobre a redação dos projetos em discussão, bem como facilita a elaboração de sugestões que podem subsidiar pareceres dos relatores responsáveis por apreciar as propostas. A participação já era permitida no Wikilegis, em operação desde 2013.

Uma das diferenças da nova tecnologia em relação à versão anterior da plataforma é a possibilidade das pessoas apenas apoiarem propostas ou opiniões. Segundo Waltenor Brandão, um dos responsáveis pela ferramenta, ela funciona de forma semelhante ao aplicativo “Tinder”. O participante manifesta sua concordância, dando um “match” no termo adotado pelo famoso app de relacionamentos.

Leia mais:  Ações de Dr. Eugênio no primeiro mês de mandato foram voltadas ao Araguaia

A intenção dos desenvolvedores é que desta maneira haja menos opiniões repetidas, facilitando tanto o entendimento das posições dos participantes (se apoiam ou rejeitam uma parte de um projeto de lei) quanto da tradução dessas em redação para as leis e os pareceres. Até então, as pessoas redigiam sugestões no Wikilegis e os assessores e consultores legislativos tinham de realizar a análise de forma manual, o que muitas vezes dificultava a incorporação efetiva das contribuições de fora.

O recurso, contudo, não estará disponível para todos os projetos de lei. Ele será aplicado somente àquelas matérias cujos autores ou relatores colocarem voluntariamente para esta forma de participação. Nesta etapa de testes já estão disponíveis três projetos de lei: um sobre a valorização dos movimentos artísticos de periferia, um sobre a proibição de sorteio de animais em eventos e um acerca da regulamentação de mensagens de advertência em propagandas.

A equipe do Lab Hacker relatou ter buscado os canais de diálogo com os parlamentares para apresentar a possibilidade e estimular o seu uso na tramitação das matérias da Casa. “A gente tem conversado com deputados por meio dos canais que temos para sensibilizá-los a participar também”, diz Patrícia Roedel, diretora do laboratório.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Política
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana