conecte-se conosco


Educação

Alunos da Escola Irene Gomes do bairro Figueirinha em Várzea Grande participam do TCEstudantil

Publicado

Surpresa e entusiasmo com as descobertas. Assim, podem ser resumidas as reações dos estudantes da Escola Estadual de Ensino Médio Irene Gomes, do Bairro Figueirinha, em Várzea Grande, após a visita ao Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT). O grupo, formado por cerca de 90 alunos e professores, participou do programa TCEstudantil na manhã desta terça-feira (30/04).

Durante a visita, os estudantes tiveram a oportunidade de ampliar seus conhecimentos sobre o papel do Tribunal de Contas de Mato Grosso. Os jovens assistiram a palestras e aprenderam sobre a função e importância do órgão para o exercício da cidadania, como poderão utilizar as ferramentas de transparência e participação direta disponibilizadas pelo Tribunal na internet para a fiscalização dos recursos, serviços e políticas públicas.

Na oportunidade, conheceram ainda toda a estrutura organizacional do Tribunal, como também acompanharam uma parte da sessão do Pleno da Corte de Contas e puderam assistir in loco como são feitos os julgamentos de contas e outros processos pelos conselheiros do TCE-MT.

Leia mais:  Professores aprovam greve a partir do dia 27 exigem RGA e aumento em MT

Para a estudante Kamilly Taisa Souza Paciente, de 16 anos, aluna do 2º ano, conhecer o TCE-MT foi uma surpresa e um momento de grande emoção. A jovem revelou que não imaginava que a Corte de Contas fosse tão importante para a sociedade. “A gente não tem muita noção do que faz o Tribunal de Contas e nem que nós mesmo podemos fiscalizar os prefeitos, os vereadores e até o governador e os deputados só entrando na internet. Agora eu aprendi que é importante a gente participar e acompanhar o que os gestores fazem com o dinheiro dos nossos impostos”, disse a estudante.

O também aluno Jonas Vinícius, 16 anos, 2º ano do ensino médio, participar do TCEstudantil abriu sua mente para coisas que ele ainda não sabia. “Achei bem interessante como os conselheiros do Tribunal de Contas fazem os julgamentos dos processos e principalmente saber que nós, como cidadãos, também temos poder para fiscalizar os gastos dos recursos públicos, tanto no nosso bairro quanto na nossa cidade e nosso estado”, disse.

Leia mais:  Alunos da rede pública de Cuiabá, vencedores do concurso, serão premiados na próxima sexta-feira (9)

A coordenadora pedagógica da escola, professora Leane Rossini, por sua vez, lembrou que o TCEstudantil é uma oportunidade para a formação de cidadãos conscientes e que o programa tem um impacto muito positivo sobre os alunos que participam da visita ao TCE-MT. “Nestas visitas eles recebem informações e conhecimentos que ficarão para sempre com eles, que serão úteis para a formação da consciência e da cidadania de cada um. E nós também, como educadores, também aprendemos sempre algo novo. O TCE está de parabéns por manter esta iniciativa em parceria com nossas escolas”, destacou.

Criado há 18 anos pelo TCE-MT, o programa TCEstudantil e tem como objetivo, a conscientização de estudantes das redes públicas estadual e municipal, federal e às universidades sobre o papel de órgão de controle externo do TCE-MT, sobre cidadania e participação da sociedade no controle e fiscalização da gestão pública.

Comentários Facebook
publicidade

Educação

Mendes é hostilizado por grevistas durante visita à Chapada

Publicado

por

O governador Mauro Mendes (DEM) foi hostilizado por profissionais da Educação – que estão em greve há mais de 50 dias – durante passagem por Chapada dos Guimarães (a 65 km de Cuiabá), na manhã desta sexta-feira (19).

Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o governador caminhando pela praça da cidade com a primeira-dama, Vírginia Mendes e o chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho enquanto os profissionais gritam palavras de ordem.

“Você é um imoral. Os deputados fizeram uma proposta, mas você não aceitou. Você cortou o nosso salário e ainda quer dividir. Cadê o que você cortou da gente?”, disse um servidor usando um alto-falante, enquanto os demais gritavam que “a greve continua”.

O governador se mostrou bastante tranquilo durante o protesto e até sorriu em algumas ocasiões.

Mauro foi até Chapada fazer uma visita técnica aos pontos turísticos da cidade. O Governo estuda a viabilidade da execução de projetos que fomentem o turismo e o desenvolvimento local.

A greve

Os servidores da Educação estão parados desde o dia 27 de maio e exigem, entre outras coisas, o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) e o cumprimento da lei da dobra salarial (aprovada em 2013), que dá direito a 7,69% a mais na remuneração, anualmente, durante 10 anos.

Leia mais:  Profissionais da Escola Plena apresentam trabalhos científicos em Cuiabá.

No último dia 10 de julho, a Assembleia Legislativa apresentou uma proposta ao Governo para pagar os 7,69% dividido em três parcelas.

A primeira seria de 2,6% a ser paga na folha salarial de agosto;  a segunda (2,6%) entraria na folha de novembro e a última (2,49%) em fevereiro do ano que vem.

O Governo, no entanto, não acatou a proposta alegando estouro da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) que estabelece o limite máximo de gastos com folha salarial em 49%. Mato Grosso já atinge 58,55%.

Outro lado 

A assesoria de imprensa do Governo do Estado informou que o governador Mauro Mendes não irá se manifestar sobre o episódio.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana