conecte-se conosco


Política

AL indicará novo conselheiro em abril; só 1 diz querer vaga no TCE

Publicado

Após o conselheiro Waldir Teis ter oficializado seu pedido de aposentadoria junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), a movimentação nos bastidores da Assembleia Legislativa começa a ganhar força com alguns nomes de deputados aventados para serem indicados. Enquanto o presidente da Casa, Eduardo Botelho (DEM), apontado como o “favorito”, nega publicamente que esteja articulando para ser o indicado, o deputado Allan Kardec (PDT) afirma abertamente que tem interesse na vaga.

pedido de aposentadoria de Teis, que está afastado do cargo desde setembro de 2017, foi protocolado no dia 16 de dezembro do ano passado junto à presidência do TCE e está em fase de análise aguardando parecer da Procuradoria da Corte de Contas. Isso porque o conselheiro é investigado no Superior Tribunal de Justiça (STJ) acusado de obstrução de Justiça e no Supremo Tribunal Federal (STF), por suspeita de ter recebido propina juntamente com outros 4 conselheiros no valor de R$ 53 milhões paga pelo ex-governador Silval Barbosa.

Allan Kardec acredita que esse trâmite interno no TCE deve se estender até meados de abril deste ano para a aposentadoria de Teis ser finalmente efetivada. E, somente após isso, é que o processo para indicar um novo nome à vaga terá início no Legislativo Estadual.

Leia mais:  Em encontro, Mendes e líderes do DEM decidem apoiar Botelho

“Essa vaga foi ocupada pela Assembleia Legislativa, uma indicação da Assembleia e é aberta tanto para os deputados quanto também para a sociedade civil. Precisa ter mais de 35 anos, uma formação acadêmica, experiência, notório saber na área da gestão pública e caso isso ocorra lá na frente, tenho sim interesse em colocar meu nome, pelo menos pra ser sabatinado”, disse Kardec que exerce seu segundo mandato como deputado estadual.

Hoje com 41 anos, Kardec tem uma trajetória política que ganhou destaque em 2012 quando foi eleito vereador por Cuiabá pela primeira vez. Em 2014, disputou uma vaga na Assembleia Legislativa, ficando na suplência e depois assumiu a cadeira de deputado em janeiro de 2017 quando Emanuel Pinheiro (MDB) renunciou para ocupar o cargo de prefeito da Capital.

Também em Em 2014, concluiu o mestrado pelo Programa de Pós-graduação em Estudos de Cultura Contemporânea (ECCO/UFMT). Depois, em 2018, Allan foi reeleito deputado com 18,6 mil votos e assumiu a Secretaria Estadual de Cultura, Esporte, Lazer e Cultura em fevereiro de 2019 na gestão do governador Mauro Mendes (DEM).

Leia mais:  Botelho é reeleito para 3º mandato com 22 votos sim, 01 não e 01 abstenção.

Em julho de 2020, ele pediu exoneração do cargo de secretário e voltou para a Assembleia. Agora, está disposto a ser sabatinado para o cargo vitalício de conselheiro na Corte de Contas, cujo salário hoje é de R$ 39 mil, mais gratificação de R$ 3,2 mil, auxílio-moradia no valor de R$ 4,3 mil e auxílio livro pago duas vezes por ano no valor de R$ 39,2 mil.

“Eu gostaria pelo menos que meu nome fosse colocado à prova uma vez que sou servidor público de carreira há mais de 15 anos, fui vereador na Capital, conheço os 141 municípios, fui secretário de Estado, deputado de segundo mandato e acho que precisa ter a disputa. A gente precisa apresentar nomes assim como tenho a certeza que tem belos advogados, contadores na sociedade civil que podem ocupar esse espaço também e se acontecer essa vaga a Assembleia Legislativa vai estar apta para fazer todo o rito e a sociedade tem que acompanhar isso”, colocou o deputado em entrevista ao Resumo do Dia.

Comentários Facebook
publicidade

Política

Deputado assina TAC e promete não realizar mais festas

Publicado

O deputado estadual Faissal Calil (PV) assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Estadual (MPE) no qual se compromete a não realizar festas em sua residência, localizada no bairro Shangri-lá em Cuiabá, que excedam o volume de som permitido na “Lei do Silêncio”. O desrespeito à norma renderá multa no valor de R$ 3 mil.

“Se abster, a partir desta data, de produzir nos eventos realizados em sua residência ou sob sua responsabilidade, ruídos em níveis tais que possam resultar em danos à saúde humana”, diz o promotor 17ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Urbanística e do Patrimônio Cultural de Cuiabá, Gerson Natalício Barbosa.

 

De acordo com o TAC, chegou ao conhecimento da promotoria de Justiça que o deputado realizou uma festa para comemorar a vitória do vereador Marcus Brito Jr. (PV), que é seu aliado político. O termo de compromisso foi assinado no dia 15 de dezembro.

Ainda consta no documento que as celebrações são realizadas com frequência no local. “De acordo com a notícia, as festas organizadas pelo senhor Faissal Jorge Calil Filho são recorrentes e causam grande perturbação à vizinhança”.

Leia mais:  Comitiva da Câmara de Rondonópolis faz visita técnico-institucional à Procuradoria-Geral da ALMT

 

Veja vídeo da festa 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana