conecte-se conosco


Cidades

Agilidade e integração: conheça oito vantagens do sistema Radar e evite filas

Publicado

Autos de infrações aplicados a partir de outubro de 2018 já podem ser consultados por meio do Radar. O sistema permite que a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) tenha acesso aos bancos de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), proporcionando maior eficiência e segurança no acesso e no acompanhamento das notificações.

Isso porque a gestão das infrações de trânsito passou a ser executada diretamente pela administração da cidade em 2018. “É importante destacar o aumento na agilidade de processos e consultas de dados de condutores e de veículos de qualquer estado” afirmou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Além disso, o Radar exibe todas as notificações detalhadas dos veículos cadastrados, na tela ou arquivo que poderá ser impresso; permite o usuário indicar o real infrator daquela notificação e solicitar o documento com código de barras da infração ou apenas copiar o código para pagamento.

O Radar completou dois anos em janeiro de 2019 e já é utilizado em cidades como Brasília, Fortaleza (CE), Joinville (SC), São José dos Campos (SP), Sinop (MT), Boa Vista (RR), Farroupilha (RS) e outras.

Leia mais:  Semob lança 2ª edição do Faixa Cidadã

Confira abaixo 8 vantagens da adoção do sistema para o cidadão:

1- geração de boletos complementares (casos em que o pagamento de uma multa é feito a menor).

2- integração nativa com o SNE, possibilitando ao órgão a visualização da adesão de uma multa ao desconto oferecido.

3- possibilidade de consulta à base nacional de CNHs e Veículos por parte dos agentes que utilizam o talonário.

4- gestão de Editais de Notificação

5- Validador Cognitivo de Infrações (VCIT), ferramenta que ajuda o órgão autuador a automatizar a validação das infrações capturadas por equipamentos eletrônicos de fiscalização.

6- possibilidade de autuação com o Talonário Eletrônico por todos os órgãos que contratam o Radar, sem a limitação por número de usuários habilitados.

7- possibilidade de consulta de CNH e Veículos 24×7, com o talonário eletrônico, algo importante porque a maioria dos agentes que utilizam talonários sofre com indisponibilidade de consultas durante a madrugada.

8- encurtamento do ciclo de vida de uma infração de trânsito, desde o cometimento até o pagamento e baixa de pagamento da multa na base nacional.

Leia mais:  Ministro fala sobre sistema de integridade e secretária é homenageada em Congresso

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

STF suspende lockdown na 3ª maior cidade de MT; Cuiabá em VG ainda será decidido

Publicado

por

Rondonópolis avisou que venda de bebidas segue proibida na cidade; comércio reabre na segunda

A prefeitura de Rondonópolis, através da Procuradoria Geral do Município, conseguiu nesta sexta-feira (03/07) suspender a decisão do desembargador Mário Kono de Oliveira, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) que determinava lockdown na cidade. A Prefeitura entrou com o recurso e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro José Dias Tóffoli, deferiu o pedido.

Com isso, entre as medidas vigentes estabelecidas nos decretos nº 9570/2020 e nº 9480/2020 estão a proibição de bebidas alcoólicas, bem como a circulação de pessoas a partir das 19h.

No entanto, supermercados e postos de combustíveis funcionarão nos finais de semana e o comércio retorna na segunda-feira (06).

A prefeitura de Cuiabá também ingressou com uma reclamação para anular a decisão do juiz José Luiz Lindotti, da Vara de Fazenda de Pública de Várzea Grande, que determinou o fechamento dos serviços não essenciais na Capital e na Cidade Industrial. O pedido foi distribuído ao ministro Gilmar Mendes, mas deve ser analisado por Tóffoli, já que o STF entrou em recesso.

Leia mais:  Programa “Um Por Todos e Todos Por Um” executado em Cuiabá é referência para outras capitais

Por: folhaMax

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana