conecte-se conosco


Polícia

Ação da PF encontra cobras e tapetes de onça

Publicado

A Polícia Federal do Rio de Janeiro prendeu uma pessoa e apreendeu tapetes de onça e duas cobras em um apartamento do Leblon, na Zona Sul, nesta quinta-feira (30). A ação fez parte da Operação Marraquexe, que desarticulou uma organização criminosa voltada para o tráfico internacional de animais silvestres, exóticos e em extinção.

Foram emitidos cinco mandados de prisão, sendo três mandados de prisão preventiva e dois de prisão temporária, em Macapá, no Rio de Janeiro e em São Paulo, além de 10 mandados de busca e apreensão em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, Castelo, no Espírito Santo, São Paulo, Lavrinhas e Pindamonhangaba, no estado de São Paulo, em Macapá e no Rio de Janeiro.A PF não divulgou o nome dos presos e nem quantos mandados ainda faltavam ser cumpridos.Durante a ação, foram localizados diversos animais, especialmente cobras. Com apoio dos órgãos ambientais de cada estado, foi dado o devido encaminhamento das espécies por parte da Polícia Federal.

Leia mais:  Equipe da Delegacia de Alto Boa Vista é homenageada com Moção de Aplausos

Prisão em São Paulo

Na cidade de Pindamonhangaba, interior do estado de São Paulo, um dos alvos foi preso em flagrante, na noite de quarta-feira (29). Na casa dele foram apreendidos cobras de diversas espécies, tartarugas, lagartos, aranhas, lacraias e escorpiões.

Investigações

A ação desta quinta foi um desdobramento da Operação Marraquexe deflagrada em maio de 2018, que identificou um homem que vendia répteis de espécies variadas, algumas oriundas da Venezuela e Índia, que integram a lista de animais da Convenção de Washington sobre o Comércio Internacional das Espécies da Flora e da Fauna Selvagens em Perigo de Extinção (CITES).

Durante as investigações, a Polícia Federal verificou que um morador de Macapá comandava uma rede de tráfico internacional de animais exóticos, notadamente répteis, em conjunto com outros suspeitos que comercializavam os animais através de grupos formados em redes sociais com integrantes estrangeiros.

Os investigados poderão responder pelos crimes de organização criminosa, tráfico internacional de animais e receptação qualificada. Se condenados, as penas poderão chegar a 18 anos de prisão, além do pagamento de multa.

Leia mais:  Médica é autuada em TCO por se negar a atestar morte natural em Nova Ubiratã

Comentários Facebook
publicidade

Polícia

PRF apreende 37.000 kg de adubo ilegal em Rondonópolis/MT

Publicado

Fiscais do MAPA colaboraram com a ocorrência

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), com apoio de uma equipe do Ministério da Agricultura Planejamento e Abastecimento (MAPA), apreendeu uma carga de adubo sendo comercializada ilegalmente, em Rondonópolis.

Na manhã desta quinta-feira (17), a equipe PRF abordou o caminhão Scania/G 420 A4X2, de cor vermelha e placas de Rondonópolis, ao qual estavam acoplados dois semirreboques. O veículo foi abordado após o condutor, de 38 anos, efetuar um retorno proibido, no Km 208, da BR-364.

O condutor apresentou a documentação da carga, que segundo a Nota Fiscal, seria de varredura de adubo. Ao verificar a carga, os PRFs desconfiaram que a carga transportada não seria a descrita na documentação fiscal. A carga nos semirreboques estava acondicionada em bags e aparentemente não estava contaminada. Varredura de adubo apresenta contaminação por diversas substâncias e geralmente é transportada a granel.

O veículo foi conduzido até a Unidade Operacional da PRF, onde se encontravam os fiscais do MAPA que recolheram uma amostra do produto para análise. Através de consulta aos sistemas, foi constatado que a empresa que estava vendendo a mercadoria não possui registro de estabelecimento produtor, portanto não pode comercializar esse tipo de produto.

Leia mais:  Médica é autuada em TCO por se negar a atestar morte natural em Nova Ubiratã

Diante das circunstâncias, a ocorrência foi encaminhada para Polícia Civil, em Rondonópolis.

SECOM PRF MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana