conecte-se conosco


Polícia

Acadepol inicia curso de formação de 15 novos delegados que atuarão no interior do Estado

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Os quinze novos delegados da Polícia Judiciária Civil iniciaram nesta segunda-feira (11.02), o XV Curso de Formação Inicial Técnico Profissional. A aula inaugural aconteceu na Academia de Polícia (Acadepol), onde os alunos serão preparados para atuarem à frente das delegacias no interior do Estado de Mato Grosso.

No curso de formação, com duração de pouco mais de dois meses, os alunos recém empossados receberão instruções e informações refente à estrutura organizacional, diretrizes, identidade organizacional da Polícia Civil, legislação, entre outros assuntos relacionados a função e atribuições do cargo de delegado de polícia.

Na abertura os alunos foram recebidos pelo diretor da Acadepol, Welber Batista Franco, que enfatizou a satisfação de iniciar os trabalhos com os novos servidores que reforçarão o trabalho da Polícia Judiciária Civil. “O XV curso de formação terá uma turma de quinze alunos e mais três colegas que farão algumas disciplinas complementares”, lembrou o diretor.

Na cerimônia o secretário adjunto de inteligência da Sesp, Wylton Massao Ohara, falou sobre o início de um novo ciclo dos novos delegados. “Vocês perceberão que nosso Estado possui uma dimensão territorial enorme, além do calor MT que é muito acolhedor. Vocês irão para interior do Estado e vão encontrar dificuldades, mas isso, com certeza, fortalecerá o lado profissional de cada um”, destacou o secretário.

Leia mais:  Força tarefa cumpre 12 ordens de buscas contra membros de organização criminosa

Em seguida o diretor adjunto, Gianmarco Paccola Capoani, contou suas experiências de quando ingressou na PJC iniciando sua carreira em Apiacás, município a mais de mil quilômetros da Capital. Falou sobre a importância de construir boa relação profissional com toda equipe (investigadores e escrivães), da necessidade de se apresentar ao Ministério Publico e Poder Judiciário quando assumir a unidade policial visando estreitar parcerias, além da valiosa aproximação com a comunidade.

“O delegado de polícia precisa ir para rua, conhecer os moradores e passar confiança. Essas ações trazer como consequência a riqueza de informações e levantamentos que é crucial para resoluções de crimes”, aconselhou o diretor adjunto.

Para a nova delegada, Carla Evangelista Linderbeg Nogueira, a qual já integrava a instituição desde o ano 2008 como investigadora de polícia, e agora empossada no novo cargo, sua expectativa é a melhor possível.

“Essa é a segunda vez que faço o curso de formação. A primeira foi de grande valia, acredito que dessa vez também será, pois temos excelentes professores, boas instruções, que considero fundamental para aprimorar e desempenhar da melhor forma a nossa função. Considero esse fase essencial”, disse ela.

“Os professores são bastante didáticos, pacientes e percebo que eles tem empenho para estar nos passando parte das experiências. Tenho certeza que tudo que aprendemos aqui em algum momento será aplicado la fora”, concluiu a aluna.

Leia mais:  Polícia Civil prende último foragido da operação Polygonum

Também participaram do evento de abertura o presidente da Associação dos Delegados de Polícia, José Lindomar Costa, o diretor metropolitano de criminalística da Politec, Emivan Batista de Oliveira, o corregedor geral da PJC, Jesset Arilson Munhoz, o diretor adjunto da Acadepol, Bruno Lima Barcelos, entre outros convidados. 

 

 

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
publicidade

Polícia

Polícia Civil prende suspeito de integrar organização criminosa envolvida em arrombamentos de caixas eletrônicos

Publicado

por

Assessoria | PJC-MT

Em operação realizada nesta quarta-feira (20.02) em Várzea Grande, a Delegacia Especializada de Entorpecentes (DRE) com apoio da Gerência de Operações Especiais (GOE) prendeu em flagrante, Alexandre Carvalho de Souza, 32, o “Bigode”, suspeito de integrar uma organização criminosa envolvida em furtos de caixas eletrônicos.

Alexandre possui várias passagens por roubos e uma condenação por homicídio e foi autuado em flagrante por posse ilegal de munições. Além da autuação, as investigações contra o suspeito continuam para apurar o envolvimento dele com o crime organizado.

A prisão do suspeito ocorreu durante cumprimento de mandado de busca e apreensão domiciliar, no bairro Alameda em Várzea Grande, decretado com base em investigações da DRE.

Durante as buscas na residência do investigado foi apreendida uma munição calibre 38, que estava escondida em cima do armário da cozinha além de vários instrumentos e equipamentos utilizados para arrombamento de caixas eletrônicos.

Segundo o delegado Vitor Hugo Bruzulato Teixeira as investigações contra o suspeito continuam junto a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) por se tratar de membro de organização criminosa.

Leia mais:  Força tarefa cumpre 12 ordens de buscas contra membros de organização criminosa

Fonte: PJC MT
Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana