conecte-se conosco


Mato Grosso

Academia da PM inicia Curso Superior de Polícia para 45 oficiais

Publicado

Ocorre nesta quarta-feira (31.10), no auditório da Procuradoria Geral de Justiça, às 8h30, a aula inauguração do Curso Superior de Polícia (CSP), uma especialização Lato Sensu em ‘Política Estratégica e Desenvolvimento Regional Aplicado à Segurança Pública’ ofertada pela Polícia Militar de Mato Grosso, por meio da Academia Costa Verde.

Destinado a oficiais do posto de tenente-coronel, essa edição o curso terá 45 alunos, sendo 31 da PMMT e 14 do Corpo de Bombeiro. O curso visa ofertar aos oficiais as condições necessárias para galgar o posto mais alto das instituições militares, o de coronel, capacitando-os a exercer com excelência as atividades de comando, planejamento, gestão, controle, e, sobretudo, nos processos de tomada de decisões complexas, da área da Segurança Pública.  

O curso terá carga horária total de 390h/aulas, com previsão de encerramento no mês de abril de 2019. Essa especialização segue matriz curricular nacional da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), e as disciplinas abordam temas atuais regionais e nacionais (polícia, social, direito, ética e cidadania, entre outros).

Leia mais:  Seminário reunirá representantes de 16 regionais de saúde de MT

PALESTRA

Na abertura, o promotor de Justiça e professor da Faculdade de Direito da UFMT, Antônio Sérgio Cordeiro Piedade, ministrará palestra sobre ‘Criminalidade Organizada e Política Criminal Contemporânea’. 

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Seduc esclarece comunidade sobre mudanças em escolas do Grande Cristo Rei

Publicado


A secretaria de Estado de Educação esclarece que o redimensionamento da Educação Básica é uma ação de planejamento da rede pública estadual e municipal. É feito com base nas necessidades e particularidades de cada município.

Em Várzea Grande, a Seduc vai ceder o prédio da Escola Heroclito Leôncio Monteiro, no bairro Cristo Rei, para o município de Várzea Grande. O redimensionamento, neste caso, também envolve a Escola Estadual Dom Bosco, localizada na mesma região. Para tirar dúvidas da comunidade escolar e explicar como será essa etapa do redimensionamento, a Seduc realizou uma reunião na unidade nesta terça-feira (21.09).

Hoje, a Escola Heroclito Leôncio Monteiro possui 492 estudantes matriculados, sendo 241 nos anos iniciais do Ensino Fundamental e 251 nos anos finais do Ensino Fundamental.

A Escola Dom Bosco atende 639 alunos, sendo 291 nos anos iniciais do Ensino Fundamental e 348 nos anos finais.

Planejamento para 2022

Recebendo o prédio da Escola Heroclito, a partir de 2022, o planejamento da secretaria municipal de Educação é atender estudantes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental e vai abrir matrículas para crianças de 4 e 5 anos.

Leia mais:  Órgãos recebem orientação sobre Estratégia de Prevenção e Combate à Corrupção

Além dos 241 alunos dos anos iniciais que já estão na escola, vai receber os 291 da Escola Dom Bosco.

A Escola Dom Bosco continuará atendendo os 348 estudantes dos anos finais do Ensino Fundamental e receberá os 251 dos anos finais da Heroclito.

Entenda o redimensionamento

O redimensionamento cumpre a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB – 9.394/96), que passou a ser estruturada por etapas e modalidades de ensino, englobando a Educação Infantil, o Ensino Fundamental obrigatório de nove anos e o Ensino Médio.

Trata-se da organização dos alunos que estão na mesma etapa/modalidade em uma única unidade escolar, otimizando, assim, o espaço existente, ampliando o número de vagas, buscando garantir o acesso à educação básica.

O reordenamento das estruturas físicas de educação inclui a cessão de uso de escolas aos municípios, transferência de alunos para outras unidades e entrega dos prédios alugados pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Nos casos da cessão aos municípios, o Governo dará todo suporte, inclusive financeiro, com as reformas necessárias.

Leia mais:  Prefeitura de Nobres (MT) abre processo seletivo com 55 vagas

Profissionais

O profissional pedagogo pode escolher se permanece na escola que for cedida ao município ou se quer ser atribuído para outra unidade da rede estadual. Vale destacar que o profissional que permanecer na unidade, o Estado fará um termo de cooperação com o município. Esse profissional não terá nenhum prejuízo em sua carreira, continua com o mesmo subsídio e pode participar dos processos seletivos da Seduc.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana