conecte-se conosco


Brasil / Mundo

8 aplicativos para proteger sua privacidade no celular

Publicado

source

Olhar Digital

celular
shutterstock

Conheça 8 aplicativos para proteger a privacidade

Você está usando uma senha para bloquear seu telefone , evitando aplicativos e e-mails suspeitos, certo? Estes são bons pontos de partida para você proteger a privacidade no seu celular . Mas, se por algum motivo você está preocupado com o aumento de invasões em telefones e com os massivos vazamentos de dados , existem outras maneiras de se proteger.

Leia também: Meus dados vazaram, e agora? Veja como se proteger em situações como essa

A seguir, alguns aplicativos dedicados para proteger sua privacidade no iOS e no Android :

Navegação Privada

Uma das maneiras mais fáceis para melhorar sua privacidade é providenciar uma rede de internet privada (VPN), uma vez que elas permitem que você entre no Wi-Fi público sem se preocupar com o roubo de senhas . Porém, independente do VPN que você escolha, evite os gratuitos.

Um aplicativo para isto é o ExpressVPN , que oferece recursos completos por um bom preço. Além de seu sólido histórico em segurança , ele está sempre entre as VPNs mais rápidas do mercado e está disponível para ambos os sistemas operacionais .

Leia também: A película do seu Galaxy S10 pode prejudicar sua privacidade; entenda

Leia mais:  Artigo Professor Mário Nadaf | Terra Brasilis, Terra De Rondon – de Mimoso para o mundo

Se você usa Android , uma outra opção é o Tor Brower e seu acompanhante, Orbot . Este último não apenas criptografa o seu tráfego, mas também todos os dados de seus aplicativos conectados à internet . No iOS , um aplicativo similar é o Onion Browser , apesar de criptografar apenas sua navegação.

É necessário lembrar que o uso destes dois aplicativos pode deixar a velocidade de carregamento um pouco mais lenta.

Leia também: Apple compartilha dados de navegação com empresa chinesa e é criticada

Além disso, outra maneira de ter uma navegação privada é alterando seu mecanismo de busca . O buscador anônimo  Duck Duck Go (iOS e Android) é um contraponto ao Google e bloqueia rastreadores de publicidade, força a criptografia e não te direciona pela internet procurando maneiras de personalizar anúncios.

Senhas e mensagens

Para manter suas mensagens seguras , considere usar o aplicativo Signal (iOS e Android), que oferece uma boa combinação entre usabilidade e segurança, além de criptografar mensagens telefônicas e de texto. Tenha em mente que para a criptografia de mensagens funcionar, a outra pessoa também deverá adotar algum aplicativo similar.

Leia mais:  ALMT realiza segunda audiência pública para debater projeto da LOA 2019

O problema de carregar todos esses programas de segurança é a constante necessidade de criar inúmeras senhas diferentes. A respeito disso, algo necessário para manter sua privacidade no celular é instalar um bom gerenciador de senhas .

Leia também: Sephora tem dados de clientes vazados; descubra se você está na lista

Com o iOS 11 , a Apple introduziu seu próprio recurso de gerenciamento. Porém, no caso do Android , um aplicativo interessante é o 1Password (iOS e Android), que oferece 1 GB de armazenamento e autenticação de dois fatores. Seu uso requer uma assinatura de US$ 36 (R$ 148,66) por ano.

Em caso de roubo

Caso você perca seu telefone ou ele seja roubado, existem vários aplicativos que permitem destruir remotamente o conteúdo do seu telefone . A opção mais fácil para Android é ativar o recurso Find My Device  – “encontre seu smartphone” – que já está disponível no celular. Ele permite que você localize e bloqueie seu telefone remotamente além de exbir uma mensagem pedindo para que o aparelho seja devolvido.

A Apple possui um recurso semelhante, o Find My , que permite encontrar os dispositivos da marca, mesmo offline .

Fonte: IG Tecnologia
Comentários Facebook
publicidade

Brasil / Mundo

PRF oferece modalidade de recolhimento virtual de documento para facilitar a vida do cidadão

Publicado

por

Para melhorar a prestação de se serviços à sociedade e desburocratizar com responsabilidade e eficiência, a Polícia Rodoviária Federal criou uma nova forma de recolher, nos casos devidos, o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) em uma fiscalização. Agora, o recolhimento é virtual. Em outras palavras, o motorista não terá que deixar o documento com a PRF nos casos em que a retenção dele é obrigatória. A partir da edição da Lei 13.281/2016, a legislação alterou o artigo 133 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e relativizou a obrigatoriedade do porte do documento.

Entenda melhor – Vamos tomar como exemplo uma situação hipotética: Você é abordado pela PRF. Durante a fiscalização o policial verifica que o para-brisa dianteiro do seu carro está danificado. Como não é possível, na maioria dos casos, realizar a troca do equipamento no local da fiscalização, a PRF libera o seu veículo para que você o leve até um estabelecimento apropriado para os reparos. Mas, para que isso ocorra, o agente da PRF recolherá virtualmente o CRLV. E como este “recolhimento” é feito? Simples. O policial irá incluir uma restrição no sistema, que permanecerá lá até que o problema que gerou o recolhimento seja resolvido. Um detalhe fundamental deve ser observado. Como o recolhimento é virtual, o usuário, após sanar o problema, poderá requerer a “devolução” (retirar a restrição) do documento em qualquer unidade da PRF. Outro detalhe interessante é quando o usuário não apresentava o CRLV, seja porque havia sido rasurado ou, por acreditar que poderia “esconder” uma situação onde o documento estaria sabidamente atrasado. O recolhimento virtual resolve também situações como estas.

Leia mais:  Massa de ar polar atinge MT; Cuiabá tem mínima de 6º e Chapada -1º

Como era antes? – Era bem parecido; só que o agente PRF recolhia o documento físico. Assim, quando o usuário resolvia o problema, era obrigado a retornar ao mesmo local onde o CRLV havia sido recolhido para poder reavê-lo. Imagine aquela situação onde o local de recolhimento (posto da PRF) ficava a mais de 200, 500 quilômetros ou mais de distância da residência ou empresa do cidadão? Era complicado!

Recolhimento do documento físico pode ser feito?  Sim. O CRLV “de papel” pode ser recolhido durante uma fiscalização da PRF nos casos em que o policial suspeitar que há indícios de adulteração no documento ou, no caso, se ele perceber que há sinais de inautenticidade.

“A ideia foi desburocratizar e simplificar o processo , visando facilitar os procedimentos em prol dos cidadãos e agilizar o serviço dos policiais, mantendo a efetividade dos procedimentos”, pontuou o diretor de operações da PRF, João Francisco. A PRF foi o primeiro órgão do Sistema Nacional de Trânsito a se adequar aos tempos da “hiperconectividade” e normatizar um procedimento que viabilize a aplicação da medida administrava que evite o recolhimento do veículo (nos casos previstos), substituindo pelo recolhimento apenas dos documentos eletrônicos/digitais, visando a prestação de um serviço mais ágil e justo para a sociedade.

Leia mais:  Deputada Estadual Janaina Riva visita Misael Galvão no Shopping Popular

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana