conecte-se conosco


Carros e Motos

5 carros que já serviram de “Táxi do Gugu”

Publicado

taxi do Gugu branco arrow-options
Reprodução

“Táxi do Gugu”: apresentador Gugu Liberato posa com um dos carros usados no famoso quadro da TV

O quadro “Táxi do Gugu”foi um dos que mais fizeram sucesso no Domingo Legal , programa que foi ao ao pelo SBT por mais de 15 anos, entre 1993 e 2009. O objetivo era que Gugu Liberato pregasse uma peça nos passageiros, em uma brincadeira saudável.

 LEIA MAIS:  Hot Wheels faz Mustang rodar como táxi em São Paulo e Rio de Janeiro

Família autoriza doação de órgãos de Gugu Liberato; confira nota oficial
Gugu Liberato deixa para a família fortuna estimada em R$ 170 milhões
Uma carreira marcada por carisma e reinvenções; confira trajetória de Gugu na TV
Na televisão, Gugu Liberato colecionou amizades. Relembre histórico
Polêmicas marcaram vida de Gugu Liberato – nem todas verdadeiras
Confira os sucessos que ganharam forma na voz de Gugu; lembre as músicas do artista

“Táxi do Gugu ” teve vários episódios regados por uma boa dose de humor com pegadinhas e disfarces que deixavam irrecohecível o apresentador Gugu Liberato, que sofreu um acidente na tarde desta quinta-feira (21) e está internado em estado grave nos EUA.

1 – Ford Verona

Ford Verona azul arrow-options
Divulgação

Ford Verona

O sedã da época da Autolatina (aliança entre Ford e VW) foi um dos primeiros a parecer no quadro “Táxi do Gugu”. O carro tinha motor AP 1.8, que veio da Volkswagen. No conjunto mecânico, o modelo ainda conta com câmbio manual, de cinco marchas e tração dianteira, tudo também usado no VW Logus, em meados dos anos 90.

Leia mais:  Salão Duas Rodas 2019: confira galeria das principais novidades do evento em SP

O estilo do Ford  Verona que aparecia no Domingo Legal era bem parecido com o do Ford Orion vendido na Europa, mas com parte mecânica da própria Ford e detalhes um pouco mais refinados, inclusive da parte de acabamento. De qualquer forma, o sedã compacto. 

2 – Chevrolet Opala

Chevrolet Opala preto arrow-options
Divulgação

Chevrolet Opala Diplomata

 Quando o “Táxi do Gugu” foi ao ar os SUVS ainda não faziam o mesmo sucesso de hoje em dia. Então, os sedãs reinavam absolutos. No segmento, não poderia faltar o Chevrolet Opala Diplomata , um dos últimos que foram fabricados pela GM, no início dos anos 90.  Considerado um carro de luxo na época, estreou a direção com assistência elétrica.

O motor do Opalão é o lendário 4.1, de seis cilindros, que chegava a render 141 cv na versão movida a etanol. Na transmissão, o câmbio podia ser manual, de cinco marchas (Clark, com ré sicronizada) ou  automático de quatro (ZF, alemão).  O exemplar usado pelo apresentador ainda está em bom estado de uso pelas imagens que surgiram nas redes sociais.

3 – Ford Versailles

Ford Versailles prata arrow-options
Divulgação

Ford Versailles

 Outro modelo da Autolatina também foi usado no quadro “Táxi do Gugu”. Era o clone do VW Santana e montado na linha de montagem da Volkswagen e não da Ford. Entre outras opções, o sedã podia vir com o robusto motor AP 2.0, com manutenção barata e fácil, algo que atrai os taxistas por causa do baixo custo. Além disso, o carro vem com tanque de 72 litros, o que garante boa autonomia.

Leia mais:  Vazam fotos do novo sedã VW Virtus GTS antes da estreia

 LEIA MAIS: Veja 5 aplicativos para quem não tem carro se locomover nas grandes cidades

O bom espaço interno era outro fator tornava o Versailles interessante para ser usado como táxi. Apenas o estilo era alvo de críticas por causa da traseira que passava uma impressão de que foi improvisada com refletores demais junto das lanternas.

4 – Chevrolet Cobalt

Chevrolet, Cobalt, sedã arrow-options
Divulgação

Chevrolet Cobalt

 O modelo da GM também apareceu no famoso quadro ‘Táxi do Gugu”. O carro usado no programa na TV era da primeira leva. Tinha enormes faróis dianteiros e na versão mais simples vinha com resistente motor 1.4, de 102 cv, mais econômico e adequado para ser usado no dia a dia na cidade.

O porta-malas tinha cavernosos 562 litros de capacidade, o que permitia instalar os cilindros GNV e, mesmo assim, ainda ter espaço para levar as bagagens dos ocupantes. Apesar do estilo polêmico, o carro chama atenção pelo painel com velocímetro digital, entre outros itens.

5 – Honda City

Honda City prata arrow-options
Divulgação

Honda City

 O sedã da marca japonesa foi um dos últimos a serem utilizados no quadro “Táxi do Gugu”. O carro acaba de completar 10 anos no Brasil e está prestes a mudar. A nova geração será mostrada no próximo dia 25, no Japão. Mas, na época em que apareceu no programa TV, tinha acabado de passar por uma reestilização.

 LEIA MAIS:  Veja 5 carros que foram modinha no Brasil

O conjunto mecânico do carro que surgiu na telinha e no programa “Táxi do Gugu” é o mesmo do modelo atualmente vendido nas lojas. Ou seja, motor 1.5, de 116 cv, que podia vir acoplado ao câmbio manual de cinco marchas ou automático, do tipo CVT.  

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

General Motors confirma o fim da fabricante australiana Holden

Publicado

por

General Motors arrow-options
Divulgação

Parceira da General Motors desde a década de 30, Holden encerrará suas operações na Austrália, Nova Zelândia e Tailândia até o fim do ano

Em mais um passo no processo de reestruturação global, a General Motors anunciou que fechará a marca Holden na Austrália, Tailândia e Nova Zelândia, encerrando as operações nos países. A GM ainda terá o compromisso de abastecer os mercados com peças e serviços de manutenção até o fim da década.

LEIA MAIS: FCA e PSA anunciam acordo de fusão; confira os detalhes

Estima-se que 600 funcionários perderão o emprego no encerramento da Holden na Oceania. Em Detroit (EUA), Mary Barra, chefe-executiva da GM Global, afirma que fechar a representante no continente é uma decisão difícil, porém correta. 

Mark Reuss, presidente da GM, complementa a declaração de Barra dizendo que a marca tinha planos de reerguer a Holden, mas continuar atuando em um mercado fragmentado como a Oceania teria custo alto.

LEIA MAIS: Renault, Nissan e Mitsubishi revelam novas estratégias para 2020

Leia mais:  Como é feito o reparo de para-brisa trincado

Scott Morrison, primeiro-ministro da Austrália, se diz inconformado com a situação. “Estou desapontado, mas não surpreso. Sei que muitos australianos estão irritados neste momento”, disse ele. “Os nossos contribuintes colocaram milhões de dólares nesta companhia multinacional e eles simplesmente encerraram as operações”.

LEIA MAIS: Veja como a parceria entre Ford e VW vai impactar os carros elétricos

Aos poucos, a GM está abandonando mercados não-lucrativos para focar em regiões pontuais, como Estados Unidos, China, Coreia do Sul e Brasil. Em 2017, a fabricante vendeu as marcas Opel e Vauxhall para a Peugeot-Citroën.

Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana