conecte-se conosco


Cidades

“Sine e Você” chega ao Cras do bairro Pedra 90 com vagas de emprego e outros serviços

Publicado

Vicente Aquino

Mais de 200 pessoas foram atendidas no primeiro dia do atendimento da Edição do projeto “Sine e Você” que visa facilitar a recolocação ou inclusão dos cidadãos de baixa renda no mercado de trabalho. 

Durante dois dias, o Sine Municipal está com atendimento na Unidade do Centro de Referência de Assistência Social da região do bairro Pedra 90, em Cuiabá.

No local, a unidade social chega à comunidade para reforçar os serviços oferecidos. A ação segue nesta quinta-feira (14), até às 17 horas, por ordem de chegada como é feito nos postos fixos e com serviços. “É um esforço que faz parte da proposta de gestão do Prefeito Emanuel Pinheiro, que prioriza a humanização e o alcance do poder público aos moradores menos privilegiados”, afirma a coordenadora do Cras Pedra 90, Cibele Rodrigues.

Os serviços que estão sendo ofertados são: a emissão de carteira de trabalho, encaminhamento para vagas de emprego e entrada no seguro desemprego e ainda buscar informações de como abrir microempresas. A ideia é levar os serviços que a Prefeitura disponibiliza por meio do Sine Municipal a todas as comunidades que possuem o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). “Essa ação conjunta veio para facilitar o acesso dessas pessoas de baixa renda que muitas vezes não tem condições de se deslocar até uma Unidade de Atendimento”, disse a coordenadora.

Leia mais:  Prefeitura intensifica fiscalização de alvarás nos estabelecimentos

“Estamos muito felizes com mais esse atendimento ao cidadão, proporcionado pela Prefeitura de Cuiabá. Pretendemos dar continuidade neste trabalho e, daqui vamos dar os encaminhamentos para os moradores da região”, finalizou Cibele.

O CrasPedra 90 tem em sua abrangência 19 bairros e está situado na Avenida Nilton Rabello de Castro, S/N,  Bairro Petra 90, em Cuiabá. 

CRAS – O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ligado à Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento Humano é a porta de entrada da Assistência Social. É um local público, localizado prioritariamente em áreas de maior vulnerabilidade social, onde são oferecidos os serviços de Assistência Social, com o objetivo de fortalecer a convivência com a família e com a comunidade.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Mais de 12 mil mídias piratas são apreendidas em Ação Integrada de fiscalização

Publicado

por

Divulgação

O Procon Municipal foi parceiro mais uma vez da ação de fiscalização da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), deflagrada nesta terça-feira (21), no combate a pirataria na capital.

Por meio de uma operação integrada, mais de doze mil mídias piratas, entre CD’s e DVD’s, foram apreendidos no local conhecido como “Shopping China”, no Centro de Cuiabá. O estabelecimento é formado por várias pequenas lojas, denominadas “boxes” de comercialização de produtos, sendo dois pontos alvos da operação.

Os fiscais do Procon realizaram autos de constatação e de infração dos produtos apreendidos no estabelecimento. “Ao Órgão de Defesa dos Direitos do Consumidor de Cuiabá, cabe toda parte administrativa. Será aberto um processo e em seguida a notificação dos proprietários, sendo dado um prazo de dez dias para apresentação da defesa. Apesar de comum entre a sociedade, a prática de vender mídias piratas é crime e não se admite a aplicação do princípio da adequação social”, informou o secretário adjunto de Defesa do Consumidor, Gustavo Costa.  

Leia mais:  Pinheiro entrega duas pontes de concreto sobre os Rios Bandeiras e Paciência

De acordo com o titular da Decon, Antônio Carlos Araújo além de comercializar os produtos ilícitos, os proprietários dos boxes também não possuíam alvará de funcionamento. ”Os envolvidos com o comércio irregular serão interrogados, sendo instaurado inquérito policial para apuração da conduta e responsabilização dos envolvidos”, destacou o delegado.  

“As pessoas devem ficar atentas e logo desconfiar ao depararem com produtos, sendo vendidos a preços bem diferentes do que regularmente são encontrados no mercado. Muitos lojistas estão utilizando da prática irregular de propaganda enganosa, de forma a atrair os clientes, o que se configura como crime e está em desacordo com o Código de Defesa do Consumidor. Ao perceberem casos semelhantes, as pessoas devem procurar o Órgão de Defesa do Consumidor para fazer a denúncia”, conclui o secretário.

Para concluir, o secretário reforça ainda que além do prejuízo na arrecadação de impostos, a pirataria ainda gera desemprego, desencadeia prática de concorrência desleal e alimenta o crime organizado.

 

Fonte: Prefeitura de Cuiabá
Comentários Facebook
Continue lendo

Deixe sua Opinião

Como você define o governo de Mauro Mendes, até agora ?

Polícia

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana