21 de junho de 2018 - 10:19

Política

11/01/2018 09:20

Carro desgovernado capota na policlínica e mata idoso

Keka Werneck, repórter do GD

Atualizada às 09h15 - Um carro Kia preto, placas DAP-4590, capotou, às 5h50 da madrugada desta quinta-feira (11), na avenida Missionário Gunnar Vingren, e atingiu a Policlínica do Planalto, em Cuiabá, matando um idoso, que estava na fila de espera desde a madrugada, e ferindo outros dois pacientes, que também aguardavam atendimento.

A Polícia Militar, que atendeu à ocorrência, informou, ainda no local do capotamento, que havia 6 passageiros no carro, todos embriagados. Tinham saído há pouco de uma tabacaria próxima. O motorista Anderson da Silva Amorim fugiu com outros 2 passageiros, para escapar do flagrante. Estão sendo procurados. Duas mulheres e uma travesti foram detidas e levadas à Central de Flagrantes.

Gazeta Digital

Dona Claudia Luísa chegou em terceiro lugar e escapou por pouco

O idoso chegou a ser colocado na viatura da PM, onde morreu, antes mesmo de ser levado ao Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC). Ele foi atropelado. Quando o carro parou de rodar, estava embaixo dele, imóvel.

A família foi à policlínica, dar encaminhamento ao corpo do idoso. Alguns estavam nervosos e chorando muito, narrou a PM.

Ficaram feridos uma senhora, Cláudia Luísa, do CPA 4, 69 anos, aguardava para marcar uma cirurgia, e um senhor, para retirada de um tumor nas costas. Ela teve  escoriações nos braços e pernas.

"Nós estávamos assentados naquela muretinha ali onde está quebrado, está vendo ali? Nós 3, o primeiro da fila, o segundo - que era o idoso que morreu - e o terceiro, que era eu. A gente estava aguardando atendimento. Ia marcar médico. O idoso também estava esperando 

Gazeta Digital

Primeiro da fila, Sivaldo cortou o cotovelo e nasceu de novo

para marcar uma pequena cirurgia. Eu tinha acabado de assentar, pedi um cantinho para eles, porque eu tenho um pino na perna e tenho que assentar em lugar algo. De repente, vi a árvore balançar e só deu tempo de virar de lado, eu fui rápida, não sei como", detalha a mulher. "Quando olhei, estava o idoso embaixo do carro capotado. Um pessoal que estava ali na policlínica levantou o carro, para retirá-lo e eu fui me lavar porque estava toda sangrando, mas vi os 3 fugindo".

Segundo ela, o foragido é moreno, magro e estava de camisa polo e calça jeans. "O rosto dele não deu para eu ver".

O homem que era o primeiro da fila cortou o cotovelo esquerdo, que sangrava muito na hora que deu entrevista ao Gazeta Digital. Sivaldo Rodrigues, 53, comerciante, mostrou o braço cortado. "Fiz aniversário de novo", comenta, assustado e emocionado. "Ia fazer hoje uma pequena cirurgia para retirar tumor das costas, remarcou para quarta-feira", informa.

Ele conta que os 3 chegaram cedo e ficaram na mureta conversando sobre a vida e aguardando atendimento. "O idoso que morreu chegou a me falar que não tinha vindo de moto com medo de acidente, pensa bem", lamenta Sivaldo. "Foi um susto enorme".

A Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran) abriu inquérito para responsabilização de quem estava no carro desgovernado. Peritos analisaram a cena da ocorrência.


Copyright 2016 -  Todos os direitos reservados

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo