21 de outubro de 2018 - 16:35

Polícia

27/04/2018 22:15

Desembargador revoga prisão de alvos de operação contra irregularidades no transporte intermunicipal

Operação foi deflagrada pela Delegacia Fazendária (Defaz). Quatro empresários haviam sido presos durante a ação. Com a decisão, todos foram colocados em liberdade.

 

O desembargador Guiomar Teodoro Borges, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), revogou a prisão de quatro alvos da Operação Rota Final, presos na quarta-feira (25). A operação da Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz) foi deflagrada para investigar supostas fraudes na concessão no transporte público.

Haviam sido presos os empresários Eder Augusto Pinheiro, Max Willian de Barros Lima, Wagner Avila do Nascimento e Julio Cesar Sales Lima. Todos foram colocados em liberdade.

A decisão foi concedida após pedido da defesa de Julio Cesa Sales sob a alegação de que ele possui um filho portador de necessidades especiais que depende dele.

 

"De sorte que, de fato, realizadas as principais diligências com vista à elucidação dos fatos, restam esvaziados de algum modo, os motivos que motivaram a prisão provisória do requerente, sem prejuízo da continuidade das investigações", diz trecho da decisão.

No documento, o magistrado considerao ato "extensivo aos demais investigados" que estavam presos.

O esquema envolveria uma máfia que beneficiava algumas empresas no setor de transporte intermunicipal. Elas controlariam e teriam domínio do setor, não permitindo que outras empresas participassem da concorrência ou vencessem licitações para prestação do serviço.


Copyright 2016 -  Todos os direitos reservados

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo