18 de julho de 2018 - 14:30

Esporte

04/09/2017 07:05

Palmeiras confirma reintegração de Felipe Melo ao elenco

Felipe Melo está de volta ao Palmeiras. O volante foi reintegrado pela diretoria, após reunião na manhã desta segunda-feira (4) com o presidente Mauricio Galiotte na Academia de Futebol.

Em coletiva de imprensa na tarde desta segunda, o jogador tentou justificar o áudio vazado no qual ofendia o técnico Cuca. Ele afirmou que "não acha aquilo" do treinador e que os problemas foram solucionados com a comissão técnica e a diretoria.

"O que tinha que ser conversado foi conversado. Conversei com o próprio treinador expus tudo aquilo que eu pensava dele, sobretudo do áudio. Haja visto que o áudio foi uma situação depois daquilo do meu afastamento. O importante é que conversei com ele [Cuca]. Não acho dele aquilo que falei do áudio", declarou o volante.

"Não é uma coisa que foi de coração; ele não é nada daquilo que falei. Foi tudo solucionado", acrescentou. Felipe Melo, no entanto, não pediu desculpas públicas ao técnico.

"Pedi perdão, não ao Cuca. Não é só Cuca e Felipe Melo; tem o Palmeiras, que é maior do que tudo. Tem diretor, treinador, funcionários do clube, aqueles que fazem a nossa comida, cuidam da grama, e os jogadores", disse.
durante a rápida entrevista.

"Foi conversado o que tinha que falar. Falei com Cuca, diretor e todos. Me acertei com quem tinha que acertar. Só é bom explicar que o que saiu no áudio, não é o que acho que seja dele", acrescentou, voltando ao assunto.

A volta de Felipe Melo estava praticamente definida desde a semana passada, conforme mostrou o UOL Esporte. No entanto, o Palmeiras confirmou o retorno somente na manhã desta segunda-feira, depois de o volante conversar a sós com o presidente Mauricio Galiotte.

O jogador estava de folga na semana passada e viajou para o Nordeste brasileiro com a mulher, Roberta. Na quinta-feira, chegou a São Paulo sob a expectativa de retornar ao trabalho do dia a dia com elenco, já que a própria postura do clube - especialmente do técnico Cuca - mudaram.

Nos últimos dias, jogadores elogiaram e manifestaram o desejo para a volta do "Ousado", que permaneceu um mês afastado após atritos com o treinador - Cuca também manifestara ao volante que ele dificilmente atuaria com regularidade no atual esquema adotado pela comissão técnica.

O afastamento, no entanto, gerou uma movimentação jurídica por parte dos advogados de Felipe Melo. O Palmeiras recebeu uma notificação extrajudicial para reintegrar o volante, alegando assédio moral por não apresentar as mesmas condições de trabalho do restante do elenco.

Felipe poderia ir aos tribunais para conseguir a liberação imediata e ainda receberia os R$ 7 milhões que possui de direito até o fim do vínculo com o Palmeiras. O contrato do jogador com o atual campeão nacional vai até 2019.

Mesmo com o áudio vazado, no qual Felipe Melo criticou veementemente o técnico Cuca, o Palmeiras adotou uma postura de precaução e decidiu pela volta de Felipe Melo na última semana. A conversa desta segunda-feira com o presidente serviu para protocolar o retorno do "Ousado".

Apesar de retornar às atividades junto ao elenco e até ser convocado para a entrevista nesta segunda-feira, Felipe Melo dificilmente deve engatar uma sequência de jogos com a camisa alviverde. Nomes como Bruno Henrique e Thiago Santos, atualmente, são as principais opções da comissão técnica.

O jogador, que recebeu propostas de fora, mas preferiu permanecer no Brasil por questões familiares, busca novamente ganhar espaço sob o comando de Cuca. O próximo compromisso do Palmeiras pelo Brasileiro está marcado para sábado, dia 9, no Independência, contra o Atlético-MG. 

 

Por: folhasp

 

 
 

Copyright 2016 -  Todos os direitos reservados

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo