25 de setembro de 2018 - 19:25

Esporte

29/07/2017 19:38

Calendário muda e faz nascer novo Brasileirão

s mudanças implementadas pela Conmebol redesenharam o Campeonato Brasileiro. As competições sul-americanas se espalharam por 2017. A final da Libertadores, por exemplo, será disputada somente em novembro. O mesmo ocorre com a Sul-Americana, que terá seu campeão conhecido em dezembro.

Ou seja: os times da Série A do Brasileiro terão de conciliar mais competições ao longo do ano – a Copa do Brasil também vai se esparramar pela temporada. Mais do que nunca então os clubes precisarão de elencos recheados. Ao longo do Nacional, os técnicos terão de optar pelos jogos mais importantes da semana.

Outra alteração significativa é o aumento de participantes da Libertadores. A disputa inchou e passou a ter três fase preliminares antes da etapa de grupos. Com isso, o Brasileirão passou a ter seis vagas para a competição, e não mais quatro. Há a possibilidade ainda de surgir um G-8 na competição. Se entre os seis primeiros colocados do Brasileirão estiver o campeão da Copa do Brasil ou um time do País que vença a Sul-Americana, amplia-se o grupo das equipes credenciadas para a Libertadores.

 

GEOGRAFIA

Rio volta a ter 4 clubes na elite

Com o retorno do Vasco à Série A, o Rio contará com seus quatro principais clubes na elite do futebol brasileiro. Isso não acontecia desde 2013. Apenas São Paulo tem mais representantes no principal campeonato do País: Palmeiras, atual campeão, Corinthians, São Paulo, Santos e Ponte Preta. Nesta edição, o Centro-Oeste volta a ter um representante (o Atlético-GO) e o Rio Grande do Sul só terá um participante (o Grêmio). O Inter disputará a Série B

17milhões de reais é a premiação paga pela CBF ao time que vencer a competição

A BOLA

A Nike desenvolveu a Ordem 4 CBF: a bola que será usada na disputa do Brasileirão


Copyright 2016 -  Todos os direitos reservados

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo